Campeonato de Elite da AF Aveiro
Resultado enganador
08-11-2018 | por Paulo Rui

O Macieirense voltou as sofrer os golos na parte final do jogo
Estatísticas

130 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
S. João de Ver, 2 - Macieirense, 0
 
Estádio do SC S. João de Ver 
Árbitro: Luís Guimarães auxiliado por Pedro Ferreira e Filipe Jesus
 
S. João de Ver: Bruno, Vítor Sá, Rúben Gomes, Zé Bastos (Joãozinho 83’), Yorn, Luís Vaz (Magolo 71’), Alex Brandão (Mica 65’), Gouveia, Vítor Hugo, Rui Silva e Zé António 
Treinador: Ricardo Maia
 
Macieirense: Rui (Melo 31’), Rosas, Xavi, Mendes, Gustavo (Dani 55’), Lima, Marcelo, Huguito, Abel, Roma e Jota (João 75’)
Treinador: Borges
 
Disciplina: cartão amarelo para Alex Brandão (26’),Jota (45+4’), Marcelo (45+5’), Luís Vaz (75’), Vítor Sá (77’), Yorn (79’) e Mica (90+3’); cartão vermelho: Marcelo (90+2’)
 Marcadores: Zé António (81’) e Mica (90+3’)
  Em casa de um candidato à subida, o Macieirense teve uma excelente atitude competitiva e cedeu apenas nos últimos minutos, averbando uma derrota injusta.
Na primeira parte, o jogo foi muito equilibrado a meio campo e teve apenas uma oportunidade de golo.
A equipa de Macieira de Sarnes adoptou o mesmo sistema tático do último encontro fora de portas em Bustelo e demonstrou, mais uma vez, um bom rigor defensivo. 
Após um choque com um adversário, o guardião Rui teve que sair lesionado e o Futebol Clube Macieirense agradece, publicamente, todo o apoio dado pelo médico do S. João de Ver na assistência ao jogador. 
Aos 33 minutos, os visitantes estiveram perto de marcar, porém, Jota, isolado, acabou por rematar ao lado do alvo.
O empate registado ao intervalo foi o quarto em outros tantos jogos fora do portas do Macieirense, sendo um indicador positivo, apesar das derrotas averbadas na condição de visitante. 
No segundo tempo, o S. João de Ver entrou revigorado e, logo aos 48 minutos, fez algo que ainda não tinha feito até então, com Zé Bastos, ao segundo poste, a cabecear ao poste.
Pouco depois, foi a vez de Zé António rematar para uma boa defesa de Melo. 
Com o relvado muito pesado, o Macieirense foi perdendo, ao longo da etapa complementar, alguma da frescura física que evidenciou, mas nem assim perdeu de vista a baliza adversária. 
Aos 70 minutos, Lima cruzou para o desvio de Jota, que passou perto do poste.
Já dentro dos últimos dez minutos, o marcador funcionou pela primeira vez, com os locais a fazerem o 1-0 por intermédio de Zé António.
Apesar de faltar pouco tempo, os jogadores do Macieirense não baixaram os braços e João, na marcação de um livre, atirou para uma grande intervenção de Bruno e, na recarga, Marcelo viu Rui Silva impedir a igualdade mesmo em cima da linha de baliza. 
Numa fase do tudo ou nada dos visitantes, o S. João de Ver fez ainda o seu segundo golo, num rápido contra ataque finalizado por Mica.
Numa partida muito disputada e onde dispôs de algumas ocasiões para marcar, o Macieirense, por todo o esforço e empenho revelados dentro do terreno de jogo, fez por merecer a conquista de um ponto, diante de um adversário com valor.

Comentar

Anónimo