Campeonato Portugal - Série B - 7.ª Jornada
Sanjoanense perde nos descontos
10-10-2018
Estatísticas

194 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Sanjoanense, 2 - Lus. Lourosa, 3

Árbitro: José Laranjeira  (AF Aveiro)
Assistentes: Duarte Santos e Paulo Santos
 
Sanjoanense: Cristiano, Castro, Vitor Bastos, Ken, Syzyi, Cauê, Kay Kay, Syzyi,Caleb, Terrence e Martin
Entraram: Rafa, Ivandro, Daniel

Lus. Lourosa: Marco Sá, Dani Coelho, Agostinho Carvalho, Serginho, Guilherme Morais, Edú Marques, Paulo Grilo, Hélder Castro, Cláudio Ribeiro, Betinho e Leo
Entraram: Goba Zakpa, Diogo Cunha, Pedro Silva 

Ao intervalo: 1-2

Cartões: Amarelos - Lourosa: Agostinho Carvalho, Léo, Hélder Castro, Diogo Cunha

Golos: Carvalho (4’), Martin (21’), Betinho (28’), Rafa (77’), Diogo Cunha (90’+3’)
 
Ambiente fantástico, com bancadas muito bem compostas, um dérbie repleto de emoções fortes... e um balde de água fria.
Tinha acontecido frente ao Paredes, fora, na sexta ronda e aconteceu agora em pleno Estádio Conde Dias Garcia, o que faz com que os alvinegros ocupem o terceiro posto, com menos três pontos do que Gafanha e seis pontos do líder Gondomar, que estão a repartir a vice e a liderança.
O encontro não começou bem para os de S. João da Madeira. Aos 4’, Carvalho abriu o ativo, após canto apontado na esquerda, cabeceando para o golo, que castigou a falta de marcação da defensiva alvinegra, muito desorientada e pouco objetiva na hora de resolver.     
A Sanjoanense respondeu rapidamente ao golo sofrido, mas tanto Martin como Kay Kay não conseguiram bater Marco Sá.
Ocupando mais a zona de meio campo, resultou uma maior pressão, chegando logo depois ao empate com um cabeceamento perfeito, após cruzamento de Terrence, aos 21’. 
A Sanjoanense demonstrava algum domínio, conseguia impor o seu futebol e mostrava qualidade que estes jogadores têm, mas foi a formação visitante de Lourosa que voltou a adiantar-se, num contra-ataque mortífero, finalizado por Betinho, que estabeleceu o 1-2 registado ao intervalo.
Na segunda parte, a Sanjoanense entrou com outra disposição no sentido de inverter o resultado desfavorável e entrou melhor. Martin, a passe de Kay Kay, não conseguiu o desvio, quando tinha a baliza à mercê. Mas, pouco depois, contribuiu com excelente jogada individual para o restabelecer da igualdade, servindo Terrence que, por sua vez, assistiu Rafa, que entrara pouco antes aos 77 minutos.
Quando se pensava que o resultado estava fechado, os comandados por Filipe Moreira, motivados pelo golo, procuravam a vantagem e os três pontos, mas os minutos finais de compensação foram fatídicos, já que estava reservado um autêntico balde de água fria em tempo de compensação. Aos 90’+3’, Diogo Cunha, que entrara na segunda parte, aproveitou uma bola tirada da defesa e fora da área rematou para o golo.
Nada havia a fazer, a ADS perdia pela primeira vez em casa e, por sua vez, o Lourosa conseguia a primeira vitória fora de casa.
O assustador número de golos sofridos, ao todo, sete nos últimos três jogos, e quatro golos marcados apenas, contando o afastamento da Taça de Portugal com o Vila Real, antevia um desfecho e mau-estar. Os adeptos mostraram insatisfação e Filipe Moreira proporciona a  “chicotada” e “caiu” na sétima jornada do Campeonato de Portugal .  
A Associação Desportiva Sanjoanense SAD chegou a acordo com o treinador Filipe Moreira para a rescisão do contrato em vigor entre as partes.

 

 

Comentar

Anónimo