Mudança aguarda aprovação pela Assembleia Municipal e de Freguesia
Junta de Freguesia continua sem transferir as instalações para os Paços da Cultura
20-09-2018 | por António Gomes Costa
Falta apenas a aprovação das assembleias de Freguesia e Municipal, para que seja possível à Junta proceder à tão desejada mudança de instalações para os Paços da Cultura. Transferência que deverá acontecer no início de Outubro.
Estatísticas

493 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

A transferência das instalações da Junta de Freguesia de S. João da Madeira para os Paços da Cultura, antigo edifício dos Paços do Concelho, um dos mais emblemáticos do município, foi conhecida em Abril e essa deslocação esteve inicialmente prevista para o mês de Junho, mas, na verdade, essa mudança ainda não aconteceu até ao momento.
O protocolo foi aprovado em reunião de Câmara e de Freguesia e precisa agora da aprovação das assembleias de Freguesia e Municipal, disse Pedro Teixeira, tesoureiro da Junta de Freguesia, a ‘O Regional’. As mudanças devem acontecer no início de Outubro, uma vez que as sessões das assembleias estão agendadas para a próxima semana.
O certo é que esta casa nova há muito que é desejada. A mudança de instalações é o concretizar de “uma velha aspiração”, reconheceu desde sempre Helena Couto, presidente da Junta.
Recorde-se que, em várias Assembleias de Freguesia e conferências de imprensa, a autarca alertava para a necessidade urgente desta transferência, devido às várias infiltrações, falta de espaço para o arquivo, pouca luz natural, cheiro nauseabundo originado pelas infiltrações verificadas nas instalações localizadas no Edifício Municipal, que sempre disse já  não servirem os interesses da Junta de Freguesia.

Assembleia de Freguesia é dia 24

Nas novas instalações, a Junta passará a assumir a “bilheteira e dispensamos ali um recurso municipal” que poderá ser “rentabilizado noutras áreas”, reforçou Helena Couto. Com esta alteração, a presidente assume que a Junta é capaz de garantir uma maior qualidade na prestação dos seus serviços aos cidadãos, uma vez que este edifício “vai trazer uma maior dinâmica e movimentação”, pois está no “coração da cidade”.
Inaugurado no dia 21 de Maio de 2005, o edifício dos Paços da Cultura dispõe de várias valências. Na cave existe um auditório com capacidade para cerca de 200 lugares, no rés-do-chão, um café-concerto, um espaço dedicado à Internet e uma zona reservada para eventos ao ar livre. Na cave existe o Arquivo Histórico da Cidade, onde estão disponíveis ao público os documentos mais relevantes da história da cidade. O primeiro andar está ocupado por galerias de exposições, enquanto, no segundo, tem lugar a Sala da Memória.
Helena Couto recordou que, numa primeira fase, não vão ser feitas obras estruturais, mas, sim, pequenos ajustes. “O espaço Internet continuará a existir, mas como se trata de um espaço bastante alargado” será ali criado um local de atendimento ao público. No primeiro piso existem três salas que servirão de gabinetes e salas de reuniões e a Junta também utilizará uma parte do arquivo. Recorde-se que este é um edifício com uma forte história do município, já que está ligado aos primeiros anos de afirmação da independência sanjoanense, no âmbito da emancipação administrativa em 1926.

Comentar

Anónimo