Taça de Portugal - 1.ª Eliminatória
Vitória frente ao Nogueirense garante passagem
13-09-2018 | por António Santos
Estatísticas

196 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Sanjoanense, 2 - Nogueirense, 0

Árbitro: Nelson Cunha (AF Viana do Castelo)
Assistentes: João Arantes e Gonçalo Rodrigues

Sanjoanense: Cristiano, Castro, Vitor Bastos, Léo, Ken, Syzyi, Cauê, Ivandro, Coulibaly, Terrence e Martin
Entraram: Rafa, Gazela, Agustini

Nogueirense: Luis Pedro, Antony, Kaique, Luis Demathe, Luís Henrique, Álvaro, Octávio, Douglas, Mário Jorge (cap)  Milton, Ouattara, Victor Nwani

Disciplina: Cartões amarelos - Douglas (29) Syzi (47) Castro (77) Gazela (86) e Ootara (91)

A Sanjoanense recebeu e venceu (2-0) a AD Nogueirense, em jogo a contar para a 1.ª eliminatória da Taça de Portugal. A equipa da casa entrou com vontade de mandar no jogo, aproveitando o factor casa, pressionando muito alto, o que deixou os visitantes muitas vezes sem ideias e com algumas perdas de bola, sobretudo a meio-campo.
No primeiro jogo oficial da época, para a Taça de Portugal, o conjunto alvinegro deixou algo a desejar aos seus adeptos, uma vez que dispôs de algumas oportunidades, mas no capítulo da finalização pecava muito.
O Nogueirense era sabido, dispunha no seu conjunto de extremos muito velozes, o que causou alguns “arrepios”, tendo respondido bem à falta de eficácia da Sanjoanense. Não admirou quando, por duas vezes, enviou uma bola ao poste e outra à barra da baliza de Cristiano, colocando a ADS em sentido.
A exemplo do que tem acontecido no campeonato Série B, onde a Sanjoanense está a fazer um excelente campeonato, Filipe Moreira manteve praticamente a espinha dorsal da equipa, fazendo entrar de início Ivandro e Terrence, mas o conjunto de S. João da Madeira sentia dificuldade em tentar desmoronar um castelo que defensivamente estava também muito bem organizado.
O ritmo de jogo diminuiu, só de bola parada as equipas iam ameaçando o golo e nessa altura Luis Pedro, guardião do Nogueirense, ia mostrando qualidades.
Terrense deixou o primeiro aviso com Luis Pedro a mostrar serviço entre os postes. Depois é Castro a bater um livre e é Martin que está perto do golo, mas Luís Pedro nega. O Nogueirense foi subindo no terreno criando perigo para a baliza de Cristiano por intermédio de Douglas e Octávio.     
Na primeira parte, de facto, a ADS não protagonizou um encontro propriamente espectacular, mas estava a ser eficaz nas suas ações no último terço.
Ao intervalo, o 0-0 justificava-se em pleno para aquilo que as duas equipas fizeram, castigando a falta de eficácia dos dois conjuntos.   
No segundo tempo, os alvinegros entraram com “a corda toda” face à passividade dos visitantes e, bem organizados, defensiva e ofensivamente, iam criando perigo. A resposta não tardou e a AD Nogueirense respondia com contra-ataques, mostrando algum serviço. Perante muito conformismo, os adeptos da Sanjoanense viram Castro, em bola parada, rematar à malha lateral e, logo depois, foi Martim a desviar a bola por cima. A turma de Filipe Moreira reagiu na recta final do encontro, através das substituições. Rafa, recém entrado, com um excelente cabeceamento, obriga Luis Pedro a “golpe de rins” numa enorme defesa.
No melhor pano cai a nódoa, pois, em desespero e na procura da vantagem, a Sanjoanense aproveita uma falha clamorosa de Luis Pedro, que à entrada da área deixa passar a bola por debaixo do corpo, dando ao avançado Martin com a baliza aberta, a oportunidade para fazer o golo, este não desperdiçou e fez 1-0 aos (86’).
Fazia-se justiça no marcador para a equipa que mais procurava o golo nas quatro linhas.
Já nos descontos, Luis Henrique faz falta sobre Rafa dentro da área. Nelson Cunha assinala grande penalidade, Rafa, que sobre ele foi feita a falta, não desperdiçou e aos 91’ fez o resultado final: 2-0.
Uma vitória justa e sem contestação pela equipa que mais procurou vencer, conseguindo esse objetivo. Na época transacta, a Sanjoanense só caiu nos oitavos de final, na derrota frente ao Estoril. E este ano? Onde poderá a Sanjoa­nense chegar? Uma coisa é certa, no campeonato a ADS atravessa um bom momento, na taça tudo é possível. Venha o próximo adversário, que é o Vila Real.
Bom, depois da taça, agora as atenções estão viradas para o campeonato, a Sanjoanense  mede forças, este domingo, às 15h00, no Estádio Conde Dias Garcia,  com o Cinfães. Flávio das Neves, antigo treinador, volta a pisar o palco que o viu nascer para o futebol! Um duelo importante a seguir este fim de semana. 

 

2.ª Eliminatória da Taça de Portugal
30 Setembro em Vila Real
Vila Real - Sanjoanense

Ingressos dos jogos do Campeonato Portugal
O departamento Futebol sénior comunica a todos atletas das modalidades com idade superior aos 13 anos, Treinadores, Diretores e outros agentes desportivos que devem levantar convites, apresentando o respetivo cartão federativo/associativo, à sexta-feira e sábado na Loja ADS nos horários afixados e ao domingo na bilheteira na bancada central a partir das 14 horas.
Administração Futebol SAD

 

 

Comentar

Anónimo