«Revist’Ó Fado na Tasca do Ti Carlos» é já este sábado
Casa da Criatividade apresenta teatro de revista pela primeira vez
12-07-2018 | por Antonio Gomes Costa
A Casa da Criatividade vai receber, pela primeira vez, teatro, uma peça de comédia/revista. Trata-se de uma produção que fará as delícias dos apreciadores deste género, que, durante 120 minutos, terão a oportunidade de assistir a diversas rábulas humorísticas. Manuela Bravo e António Pinto Basto são os cantores que participam ao vivo no espetáculo, que tem como pano de fundo a ‘Tasca do Ti Carlos’.

Teatro de revista chega à Casa da Criatividade
Estatísticas

649 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

Não existe memória quando terá sido a última vez que S. João da Madeira recebeu uma peça de teatro de revista, ou mesmo uma comédia revisteira. Aquilo que sabemos é que foi com toda a certeza há muitos anos e nos tempos áureos no antigo Cinema-Teatro Imperador.
Mesmo após de adjudicada a recuperação desta sala de espectáculos, depois desta se encontrar há décadas devoluta e em avançado estado de degradação, o Município investiu, na presidência de Castro Almeida, cerca de 5,2 milhões de euros (com comparticipação comunitária), dando lugar, em 2013, à Casa das Artes e da Criatividade.
Ao fim de todos estes anos, e depois da realização de grandes concertos, muitos sanjoanenses questionaram-se quanto à programação escolhida naquela que é uma sala de espectáculos de referência na região. Muitos populares afirmaram durante muito tempo que a mesma era direccionada para um determinado tipo de público e, muitos, ao fim de todos estes anos, ainda não conhecem o seu interior. Mas parece que essa oferta estará a chegar a outro tipo de público. E a escolha de   «Revist’Ó Fado na Tasca do Ti Carlos», teatro de revista, que subirá ao palco da Casa da Criatividade no próximo sábado, dia 14 de julho, pelas 17h00, é a prova disso mesmo.
Os sanjoanenses poderão assistir a divertidas rábulas humorísticas, com nomes conhecidos do teatro, como Ana Paula Mota (que deu vida à eterna Picolé), Paulo Oliveira, Luís Viegas e Filipa Giovanni, intercaladas com atuações de temas, sempre cantados ao vivo, “de que são nossa proposta preferencial” os nomes de António Pinto Basto e Manuela Bravo, “cantores residentes na tasca do Ti Carlos”, refere a produção. A peça foi escrita pelo ator Luís Viegas.

“O teatro de revista faz parte da cultura portuguesa”

O ator Paulo Oliveira revelou à nossa reportagem que este espetáculo estreou em Outubro de 2017, “e já nos levou, além de Norte a Sul de Portugal, também a terras de França, mais concretamente a Paris, onde trabalhámos para a comunidade portuguesa”. Neste abraço entre o fado e o teatro, esta “comédia revisteira”, como gosta de chamar, “tem a piada das rábulas de revista que tanto agradam ao público”. “Ao contrário de muitos programadores culturais, que preferem ter os espaços, por vezes, fechados, a receberem estas soluções de espetáculo, por considerarem que é um género menor, mas esquecem-se que o teatro de revista faz parte da cultura portuguesa”.
Sem querer revelar muito desta comédia, Paulo Oliveira destaca “o pedido de casamento” como um dos momentos fortes da  «Revist’Ó Fado na Tasca do Ti Carlos», assume.
Por sua vez, Ana Paula Mota destaca o grande “trabalho de grupo, é uma sinergia que o público apreende, nós, atores, divertimo-nos e o público também”. A atriz, e docente, desdobra-se em vários papéis. “Tanto estou a fazer de uma noiva gaga como, minutos depois, estou a dar vida a uma cabeleireira e, minutos depois, sou uma verdadeira alcoólica”, graceja.
Ana Paula Mota enaltece ainda a importância destes palcos que fogem das grandes cidades. “Somos um país pequeno, havendo esta circulação, este intercâmbio cultural entre as várias regiões do país, e não nos centrarmos só na urbe, e, também porque, nós, atores, devemos perceber e alimentar-nos de regionalismos, que tanto nos enriquecem e que é nossa missão mantermos vivos”, enfatiza a atriz.
Segundo nota do município, a «Revist’Ó Fado na Tasca do Ti Carlos» faz a estreia deste género de espectáculo no principal palco da cidade, “inserindo-se na nova política cultural da Câmara Municipal sanjoanense de captar e fidelizar novos públicos, introduzindo novas áreas artísticas na programação da Casa da Criatividade, como já se assistiu este ano com a ópera e acontece neste sábado com a revista à portuguesa”.

 

Comentar

Anónimo