Nem a chuva travou actividades especiais
Dia da Criança com muita animação
07-06-2018
O Dia Mundial da Criança foi vivido com muita animação e diversão em S. João da Madeira. Por causa da chuva, a Câmara teve de levar os jogos, actividades e diversões para o Pavilhão das Travessas, por onde passaram mais de 1400 crianças dos jardins de infância e escola do 1.º ciclo da cidade. Através do programa organizado pela «Escola Segura» da PSP de S. João da Madeira, cerca de 500 alunos do 5.º ano de escolaridade estiveram no Parque do Rio Ul, com jogos tradicionais, alguns mais radicais e muita animação.
Estatísticas

1788 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

Foi um “dia diferente e assinalável pela positiva”, que nem a chuva conseguiu estragar. As previsões já o adivinhavam e o mau tempo obrigou mesmo a Câmara Municipal de S. João da Madeira a mudar as actividades preparadas para o Dia Mundial da Criança para o Pavilhão das Travessas.
“Não é o melhor, gostaríamos que estivessem nas piscinas municipais, mas não é possível”, sublinhava a vereadora da Educação, Irene Guimarães, aos jornalistas na manhã da passada sexta-feira, 1 de Junho. Ao contrário dos anos anteriores, em que as actividades decorriam no recinto das piscinas exteriores, a chuva obrigou a um plano alternativo, que passou por concentrar todos os jogos e actividades no Pavilhão das Travessas.
No total, ao longo do dia, passaram pelo Pavilhão mais de 1400 crianças dos jardins de infância e escolas do 1.º ciclo do concelho de S. João da Madeira, que puderam participar nos jogos e circuitos preparados pelos dez professores das Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC’s) que trabalharam em articulação com diversas “colectividades”, nomeadamente a Associação Estamos Juntos, que dinamizou actividades ligadas ao ténis e xadrez, o Clube de Campismo, que preparou circuitos de atletismo, a APROJ com o voleibol, o Andebolmania e os Bombeiros Voluntários. A animação contou ainda com insufláveis.
Neste que foi o primeiro Dia Mundial da Criança que Irene Guimarães viveu enquanto vereadora da Câmara Municipal de S. João da Madeira, a autarca garantiu que “o sentimento é o mesmo, mas a responsabilidade é maior”.
Este ano, a autarquia ofereceu o lanche às crianças, que foram também surpreendidas com a oferta de «gomas saudáveis», no âmbito de uma parceira entre a Transdev e a marca portuguesa DoctorGummy, numa iniciativa que abrangeu 13 cidades do país, num total de 341 autocarros que fizeram o serviço de transporte de crianças para os eventos organizados no âmbito do Dia Mundial da Criança.

«Escola Segura» promove proximidade

Um “dia diferente” tiveram também os cerca de 500 alunos do 5.º ano das escolas sanjoanenses que participaram na actividade dinamizada pela PSP de S. João da Madeira, no âmbito do programa «Escola Segura».
Apesar da chuva que teimou em marcar presença, o Parque do Rio Ul voltou a ser o palco para o evento, que envolveu actividades desportivas, tradicionais, radicais, animação e muita diversão, numa organização que contou com o apoio de diversas instituições da cidade.

Actividades da PSP no Parque do Rio Ul

Em declarações a ‘O Regional’, o comissário Hélder Andrade sublinhou que este evento “não seria possível sem os mecenas”, apontando os apoios do 8ª Avenida e McDonald’s. Considerando que este evento é “genial”, o comandante dirige uma palavra especial à sua antecessora, Rosa Maria Gomes, sublinhando que se limitou “a melhorar o que já era muito bom” e todo o trabalho de organização dos dois agentes afectos à «Escola Segura» de S. João da Madeira, José António Rodrigues (Tonecas) e Celestino Rodrigues.
O comissário Hélder Andrade explica que, sendo um evento dirigido aos alunos do 5.º ano de escolaridade, a actividade do Dia Mundial da Criança organizada pela PSP “complementa o que a Câmara faz” neste âmbito para as crianças do pré-escolar e 1.º ciclo. “Os alunos percebem que a «Escola Segura» não acaba no 4.º ano”, afiança, acrescentando que este programa é “o cerne de qualquer movimento de policiamento de proximidade”.
O programa «Escola Segura» é, nas palavras do comissário Hélder Andrade, “o holofote que ofusca o restante trabalho de bastidores que não tem de ser visto, mas tem de ser feito”.
Entre as actividades dinamizadas no Parque do Rio Ul esteve a Escola de Educação Rodoviária da PSP; rapel com apoio dos Bombeiros Voluntários; descida do rio de barco; carrinhos de rolamentos pela Escola Dr. Serafim Leite; jogos tradicionais pela Universidade Sénior; insufláveis; exercício físico com o Ginásio Equilíbrio Fit; Karting, com a estreia do veículo feito pelos alunos de Mecatrónica da EB2/3 de S. João da Madeira; pinturas faciais pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de S. João da Madeira com o apoio da Olmar; e animação musical, que esteve a cargo do agente da PSP José Dias.
Foi distribuído lanche pelas crianças, com o patrocínio do McDonald’s, padaria e pastelaria Torrão de Mel, Pingo Doce, Café Milénio e Santa Casa da Misericórdia. O transporte das crianças para o Parque do Rio Ul foi assegurado através da parceria com a empresa O Rodas. Além de pipocas para todos, as crianças receberam um lápis Viarco, personalizado para o evento.

 

Programa da PSP
Já estão disponíveisas pulseiras «Estou Aqui»

No Dia Mundial da Criança, a PSP lançou a edição deste ano do Programa «Estou Aqui», pelo que as pulseiras estão disponíveis desde dia 1 de Junho, também na Esquadra da PSP de S. João da Madeira.
Dirigido a crianças dos 2 aos 10 anos de idade, o programa deste ano estará activo até 31 de Maio de 2019. Para solicitar a pulseira é necessário preencher o formulário online (em https://estouaqui.mai.gov.pt) e escolher a Esquadra para levantamento da pulseira, que deverá ter lugar após validação dos dados.
De salientar que as pulseiras «Estou Aqui» são inteiramente gratuitas.
O programa «Estou Aqui» visa facilitar e agilizar a localização dos pais ou educadores de crianças perdidas. Cada pulseira é única, à qual é atribuído um número diferente, que só pode ser lido pela PSP através de uma base de dados, após contacto telefónico para o 112. A Pulseira funciona em todos os Países da União Europeia que tenham como número de emergência o 112.
O comissário Hélder Andrade, comandante da Esquadra da PSP de S. João da Madeira, realça a importância das pulseiras «Estou Aqui», lembrando que a Polícia dispõe ainda de outros “programas especiais”, como o «Férias Seguras», que permite, por exemplo, o serviço de vigilância de residências durante o período de férias.

Comentar

Anónimo