Andebol
12-04-2018
Estatísticas

413 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos
Fase Final do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão
Resultado injusto em jogo dominado pela Ads
 
Póvoa Varzim, 28
ADS/Clínicas Cmp, 28
 
 ADS: Ricardo Gaspar, Mário Lopes (2), João Pinhal, Xavier Costa, Diogo Taboada (5), Hugo Terra, Patrick Lemos (7), Ricardo Pinho, Rui Rodrigues (4), Alexandre Relvas (4), Bruno Pinho (1),  Eduardo Pereira, Pedro Garcia (3), Ricardo Pinho, Tiago Arrojado (2), António Brandão
Jogo realizado no Municipal da Póvoa do Varzim, com uma bancada bem composta e muitas caras conhecidas do andebol nacional.
Era um dos jogos mais esperados desta fase, provavelmente entre as duas melhores equipas, o jogo iniciou-se muito tático e algo lento até aos cinco minutos de jogo. A ADS, com uma defesa mais profunda, conseguiu impedir o central e o lateral esquerdo do Póvoa de fazerem o seu jogo habitual e aos poucos foi ganhando alguma vantagem no marcador.
Aos dez minutos de jogo, Patrick Lemos viu a sua segunda exclusão numa jogada completamente normal, que condicionou o técnico Nuno Silva a não o utilizar na defesa durante o resto do jogo. A vantagem da ADS foi crescendo, tendo chegado aos cinco golos de diferença, acabando por chegar  ao intervalo com um parcial de 12-15.
Na segunda parte houve uma reação do Póvoa, que chegou a estar a perder pela diferença mínima, mas a ADS voltou a repor um diferencial de quatro golos.
Na parte final do jogo, a equipa do Póvoa aumentou bastante a agressividade defensiva, em alguns casos passando largamente os limites. A equipa de arbitragem, bastante pressionada, fez vista grossa a várias entradas muito duras. De salientar um cartão vermelho direto por uma entrada sobre Patrick, que, curiosamente, também levou vermelho direto por reclamar da dureza. Nuno Silva, nos últimos minutos, também muito exaltado, é sancionado com vermelho direto por protestos. 
Com este cenário, o Póvoa consegue o empate a 30 segundos do final. A ADS ainda conseguiu ter o último ataque, que culminou com um remate de Pedro Garcia, mas sem sucesso.
As duas equipas continuam invictas e no comando.
No próximo sábado, o jogo é com o SP Horta, nas Travessas, com um candidato.
 
 
Iniciados Masculinos
 
ADS A/Mais Óptica, 25 - Avanca, 27
 
Entrámos a defender bem e, no ataque, com mais ou menos dificuldade, conseguimos criar situações de finalização em zonas favoráveis, sobretudo aos 6 metros. Apesar das oportunidades criadas, não conseguimos aproveitar e estivemos francamente mal na concretização ofensiva.
Na 2.ª parte, a equipa do Avanca melhorou em todos os aspetos e nós não fomos capazes de lhes criar dificuldades. Foi um jogo equilibrado do início ao fim, nenhuma equipa conseguiu criar uma vantagem que lhe garantisse tranquilidade na partida. 
Foi um dia menos conseguido dos nossos guerreiros, que certamente vão dar uma resposta positiva já no próximo fim-de-semana. 
 
Vítor Pinhal 
 
 
 
Ads B/Mais Óptica, 33 - Ílhavo, 32
 
No início do jogo, a equipa da ADS/Mais Óptica ganhou alguma vantagem sobre o adversário, terminando a primeira parte com algum conforto.
A segunda parte iniciou com algum relaxamento da nossa parte, o que permitiu que a equipa adversária organizasse a estratégia de jogo e se aproximasse no marcador. 
O jogo terminou com a vitória da ADS/Mais óptica por um golo.
 
Ricardo Mansores
 
 
 
Campeonato Nacional Juvenis 2.ª Divisão - 6.ª Jornada
 
Sir 1.º Maio, 41 - Ads B/Mais Óptica, 23
 
Excelente primeira parte, estragada por um segundo tempo com falta de critério e... também de pernas.
Tivemos na Marinha Grande, contra uma equipa que ainda não tinha perdido esta época e cujo resultado mais magro foi uma vitória por 12 golos, os nossos melhores 30 minutos desta época!!!
Com ambição, com garra, com critério e, acima de tudo, com grande intensidade, surpreendemos todos os presentes no pavilhão. No entanto, perante tal des­lum­bramento, não entrámos tão assertivos na 2.ª parte, facto esse que foi imediatamente aproveitado pelo adversário, que fez do contra-ataque a sua grande arma para matar o jogo. 
Parabéns pela primeira parte, provamos que somos capazes, por isso temos que acreditar mais em nós, e naquilo que fazemos, de forma a que possamos ser mais competitivos e consistentes.
O trabalho é o caminho e, por isso, continuamos trabalhando!!!
 
Daniel Martins
 
 
 
Campeonato Nacional de Juvenis 1.ª Divisão 
 
Sporting, 29 - Ads A/Mais Óptica, 26
 
O milagre esteve perto, faltou a eficácia necessária para isso.
Para defrontar o campeão é preciso 60 minutos de agressividade, concentração e eficácia. Faltou pouco.
Fica mais um belo jogo em que os atletas tudo deram para pontuar, uma recuperação fantástica a colarmos a dois minutos do fim, mas não chegou.
Enormes na luta, orgulhoso mais uma vez de todos, caímos, mas caímos de pé, ninguém desistiu de nada.
Espero que consigamos fazer mais dois jogos com o Sporting, são estes que nos fazem crescer.
Parabéns ao Sporting pelo apuramento para a fase final directo, nós vamos tentar chegar lá também.
Parabéns a todos os atletas que mostraram enorme empenho, espírito de sacrifício e união.
Exaustos, misturados, mas sempre motivados. 
 
Saúl Alves
 
 
 
Campeonato Regional de Iniciados Femininos 
 
Sanjoanense A/Mais Óptica, 30 - ACOF, 19 
 
Sanjoanense: Patrícia Faria, Mariana Pinho (1), Inês Bastos (9), Inês Coelho (4), Luciana Rebelo (7), Laura Tavares, Inês Lima (1), Patrícia Pereira (2), Ana Gonçalves (1), Maria Costa, Andreia Correia, Maria Pinho (3) e Mariana Pinho (2)
Treinador: Rui Andrade e Manuel António
 
Vitória da Sanjoanense por números esclarecedores perante um adversário com muito menos argumentos técnicos que as alvinegras. Já ao intervalo a diferença registada no marcador dava a entender qual seria a tendência do jogo (16-11).
A vantagem ao intervalo foi ainda mais dilatada no segundo tempo, permitindo aos técnicos da Sanjoanense uma maior rotatividade do plantel e experiência de novas soluções. Com as constantes alterações, a equipa de Oliveira de Frades conseguiu reduzir a diferença no marcador, mas nunca colocando em causa o vencedor da partida. 
 
 
 
Campeonato Regional de Juvenis Feminino
 
Sanjoanense/Mais Óptica, 16 - AC. Salreu, 24
 
Sanjoanense: Patrícia Faria, Bárbara Pinho, Inês Bastos (3), Inês Alves (2), Maria João Guimarães, Inês Lima (1), Patrícia Pereira (6), Ana Gonçalves, Andreia Correia (2) e Mariana Pinho (2)
Treinador: Rui Andrade e Manuel António
 
A equipa juvenil feminina da Sanjoanense continua o seu caminho evolutivo, visto tratar-se de uma equipa baseada num plantel muito jovem. Com apenas três atletas com idade de juvenil, as alvinegras, perante adversários mais fortes fisicamente, têm vindo a tentar vencer algumas debilidades e a ganhar mais alguma confiança. Mais uma vez, uma entrada algo receosa da equipa na partida, com alguma ansiedade e insegurança, fruto da pouca competição da equipa nesta época, foram fundamentais para que o Salreu tenha alcançado uma margem confortável no marcador, limitando-se depois a gerir o resultado.
No entanto, no segundo tempo, a equipa da Sanjoanense já demonstrou mais entrosamento e finalização, tendo equilibrado um pouco mais o resultado. Vitória justa da equipa do Salreu, com nota positiva para a segunda parte das alvinegras.

Comentar

Anónimo