Campeonato da 1.ª Divisão Distrital
Macieirense caiu para terceiro lugar
08-03-2018 | por Paulo Rui

Debaixo de um dilúvio, o S. Vicente Pereira mereceu vencer esta partida
Estatísticas

332 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

S. Vicente Pereira, 2 - Macieirense, 1

Campo Dr. Oliveira Santos em S. Vicente Pereira, Ovar
Árbitro: Carlos Novais auxiliado por Carlos Martins e Joel Moreira
 
S.V. Pereira: Luís Resende, Fábio Costa, Xavi, Manu, Cláudio Resende (André Costa 38’), João Bastos, Joca (Bernardo 90+4’), Diogo Sousa (Paivinha 89’), Litos, Nelson e Renato
Treinador: Adriano Machado
 
Macieirense: Cris, Rosas, Xavi, Leitinho, Dani (Beto 45’), Huguito, Abel, Rúben (Miguel 60’), Roma, João Luís (Diogo 77’) e Dani Alves
Treinador: Borges
 
Disciplina: cartão amarelo para Cláudio Resende (20’), Diogo Sousa (59’), Abel (61’), Joca (72’), Litos (73’), Leitinho (82’), Dani Alves (87’) e Manu (90+2’); cartão vermelho para Pacheco (Supl. S.V. Pereira, 65’)
 Marcadores: Rosas (10’), Nelson (14’) e Joca (35’)
Depois de, nos últimos três jogos entre as duas equipas, ter terminado com uma igualdade a uma bola, desta vez, houve um vencedor que ditou uma inversão de lugares no pódio.
Ao longo do primeiro tempo, os muitos adeptos presentes assistiram a um bom encontro, com ambas as equipas a revelar intensidade e objetividade sempre que saíam para o ataque.
Aos dez minutos, a formação de Macieira de Sarnes adiantou-se no marcador, na sequência de um canto cobrado por João Luís, que Rosas correspondeu bem de cabeça.
No entanto, a vantagem durou pouco tempo, já que, passados apenas quatro minutos, os locais chegaram ao empate, através de um cabeceamento de Nelson.
Numa fase de parada e resposta, o Macieirense teve a possibilidade de passar novamente para a frente do marcador, porém, não conseguiu concretizar nenhuma das duas ocasiões. À passagem do minuto 22, Dani Alves cabeceou à trave e, na sequência do lance, Xavi, em boa posição, atirou por cima da baliza adversária.
Pouco depois, foi a vez dos locais estarem perto do golo, na sequência de dois lances idênticos, mas Xavi e Manu não conseguiram acertar no alvo.
Todavia, aos 35 minutos, o S. Vicente Pereira efetuou a reviravolta, com Joca, ao segundo poste, a encostar para o 2-1.
Na segunda parte, o dilúvio que se fez sentir intensificou-se, o que causou evidentes dificuldades aos jogadores, nomeadamente, ao tornar o relvado sintético muito pesado.
A equipa da casa adaptou-se melhor às condições atmosféricas adversas e, com mais agressividade, foi superior ao Macieirense, que apenas num cruzamento de João Luís, que passou perto do poste, voltou a causar perigo.
O resultado só não foi mais volumoso devido à ineficácia e ao excesso de pontaria, ao enviar duas bolas ao poste, revelados pelo S. Vicente Pereira, que foi a melhor equipa em campo e mereceu a conquista dos três pontos, apesar do empenho dos jogadores visitantes, que lutaram até ao apito final.
No próximo domingo, o Macieirense volta a jogar fora de portas, no terreno do Paços de Brandão, com o objetivo de regressar aos triunfos e dar continuidade à boa época que está a realizar.
 

Comentar

Anónimo