Congresso irá realizar-se em Abril no Conselho Nacional
André Neves é candidato à liderança da JSD
08-02-2018 | por AGC
Estatísticas

686 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

O presidente da Distrital de Aveiro da JSD, André Neves, anunciou, na passada segunda-feira, dia 5, a sua candidatura a presidente da Juventude Social-Democrata, cujo congresso se realiza em Abril.
O candidato, natural de S. João da Madeira, apoiou Rui Rio para a liderança do partido e deverá disputar a liderança da JSD com a deputada Margarida Balseiro Lopes, apontada como a “sucessão natural” da actual liderança.
Sobre este tema, André Neves comenta que “é um péssimo sinal quando uma estrutura de juventude, que se quer irreverente e livre, cede a lógicas dinásticas. Os militantes não se devem deixar condicionar por este tipo de pensamento”.
Em comunicado enviado à nossa redacção, o candidato, que é também vice-presidente da comissão política nacional, revela que se candidata para “voltar a colocar a JSD no centro da discussão política em Portugal”.
André Neves afirma também que “a governação que está a ser feita pelo Partido Socialista com o apoio do PCP e do Bloco de Esquerda está, todos os dias, a comprometer o futuro dos jovens portugueses”. Para satisfazer as exigências da extrema-esquerda, afirma que “o PS renunciou a qualquer política de investimento e está a condenar gerações inteiras a uma vida de baixos salários e não tomou uma única medida para inverter o declínio populacional do país”.
Para o ainda vice-presidente da actual Comissão Política da JSD, “esta legislatura vai ficar marcada pela ausência de qualquer reforma, sem que sobre isso, a JSD tenha conseguido fazer uma oposição suficientemente acutilante, dentro e fora do Parlamento”.
André Neves assume-se enquanto candidato para “relançar o debate político na JSD e para devolver-lhe o peso e a importância política que já teve” e deixa alguns recados internos: “se existe um afastamento entre os jovens e a política, a JSD tem de ser protagonista da reconciliação. Defendo, por isso, uma JSD onde todos os militantes participam nas grandes decisões, inclusive a eleição directa do presidente da JSD por voto electrónico”; e vai mesmo mais longe, defendendo o “não pagamento de quotas” pelos jovens militantes do partido.
Para fora, o candidato à liderança da JSD aponta o caminho: “mais do que liderar o debate político em assuntos fraturantes, temos de ser liderantes nas áreas que mais afectam a nossa geração, que dizem respeito a todos os jovens, como a educação, o emprego, o apoio à investigação científica, a emancipação e as políticas de natalidade”.
A escolha do futuro presidente da JSD decorre sob a forma de eleição indirecta, em congresso nacional. Antes, caberá aos jovens filiados a escolha dos delegados que os representarão.
Recorde-se que André Neves trabalha como advogado em S. João da Madeira, foi presidente da JSD desta cidade, desempenhou funções na Assembleia de Freguesia de S. João da Madeira e, em 2013, foi o quinta da lista de vereação à câmara municipal do concelho. Foi ainda reeleito em Abril de 2017 líder da distrital de Aveiro.
 

Comentar

Anónimo
Tempo
Farmácias de Serviço
Edição Impressa
Publicidade
Classificados
Apartamentos
Vende-se Apartamentos em construção Entrada de Nogueira do Cravo ...
Venda
Armazém ou garagem
Aluga-se ou Vende-se Armazém ou garagem 60 euros /mês Com opção d...
Aluga-se