Na madrugada de domingo
Estádio da Sanjoanense foi vandalizado antes do encontro com o Canelas
08-02-2018 | por António Gomes Costa
A equipa da Associação Desportiva Sanjoanense acordou com várias ameaças escritas nos muros do Estádio Conde Dias Garcia, no dia em que se deslocou a Vila Nova de Gaia para defrontar o Canelas, para a Série B do Campeonato de Portugal. Os insultos começaram já durante a semana, com telefonemas anónimos, e tudo indica que terão partido de adeptos do clube adversário.
Estatísticas

807 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

Os muros do estádio Conde Dias Garcia, em S. João da Madeira, surgiram vandalizados, no último domingo, dia 4. O alerta foi dado por populares que, ao passarem pelo local, se aperceberam das “amea­ças e insultos”.
Tudo isto aconteceu no dia em que o clube alvinegro se deslocou a Vila Nova de Gaia para defrontar o Canelas, Série B do Campeonato de Portugal.
 «Tic Tac», «A vossa hora está a chegar», «Bois» «Ides sofrer como cães» «Força Canelas», «Porcos», «Preparem-se» e ainda «Ultras CNLS», o que leva os responsáveis do clube sanjoanense a não ter dúvidas de que tudo poderá ter partido de adeptos do Canelas.
O desconforto e as “picardias” entre os dois clubes não são novidade. Recorde-se que, na primeira volta, o encontro entre as duas equipas, quando estas se encontraram em S. João da Madeira, terminou com alguma polémica, uma vez que, na altura, familiares do treinador do clube de Gaia desentenderam-se com sócios da Sanjoanense, o que levou o técnico do Canelas à bancada.
Ao que apurámos, o encontro do passado domingo terá contado com “pouco mais de 30 adeptos” de S. João da Madeira, na maioria “familiares dos jogadores”, já que as ameaças contribuíram para que os sanjoanenses ficassem em casa.
Luís Vargas, presidente da Sanjoanense, garantiu à nossa reportagem que as ameaças começaram já durante a semana, com “vários telefonemas anónimos”, onde garantiam “fortes provocações” aos jogadores da Associação Desportiva Sanjoanense (ADS).
Perante isto, a primeira medida tomada “foi colocar os jogadores e assistentes em segurança”, tendo sido accionado junto da PSP e GNR todos os meios para “impedir desacatos antes e depois do jogo”.
Todos estes episódios “acabam por afectar” os jogadores, que acabam por estar “com pressão”, e o resultado “não foi o esperado”, pois o Canelas derrotou a Sanjoanense por 2-0. “O trabalho feito ao longo da semana caiu com as mensagens patentes nas paredes do estádio”, deu conta o treinador.
As reacções a estes actos de vandalismo espalharam-se rapidamente nas redes sociais. Lamentando o sucedido, muitos populares mostraram o seu apoio ao clube alvinegro para o encontro dessa tarde.
A direcção da ADS apresentou queixa na esquadra de S. João da Madeira.
 

Comentar

Anónimo