Oficina de manufactura de calçado de alta gama/luxo está a decorrer
CTCP está a formar sapateiros de luxo
18-01-2018
O Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (CTPC) está a formar sapateiros de luxo. Direccionada a jovens desempregados e empreendedores à procura do primeiro emprego, a oficina «HIGH-END SHOE: Manufatura de calçado de alta gama/luxo» arrancou esta semana, em S. João da Madeira, focando-se nas técnicas de manufactura de calçado vitais para a produção de sapatos de gamas altas.
Estatísticas

728 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Num total de 140 horas de formação, a oficina «HIGH-END SHOE: Manufatura de calçado de alta gama/luxo» tem como objectivos sensibilizar e desenvolver competências na área de desenvolvimento, manufactura e venda de calçado com alto nível de diferenciação (alta qualidade, design inovador, funcionalidades específicas); aumentar a empregabilidade, contribuindo para o aumento da competitividade das empresas de calçado e do sector em geral, bem como apoiar produtos locais de alto nível de diferenciação, ligação a outras iniciativas similares e transferência de know-how.
A acção destina-se a jovens desempregados e empreendedores à procura do primeiro emprego, com conhecimentos ou experiência na área do calçado/design, tendo arrancado esta semana, nas instalações do CTCP de S. João da Madeira. A oficina, com frequência gratuita, conta com um total de 112 horas de formação em sala/oficina/workshops e 28 horas em regime e-learning, sendo que os formandos desempregados têm direito a subsídio de alimentação e transporte.
A oficina é promovida pelo CTCP no âmbito do projecto Contratos Locais de Desenvolvimento Social – 3G (CLDS – 3G) de Santa Maria da Feira, pelo que foi dada prioridade a jovens feirenses.
A gama alta/luxo tem vindo a contribuir para o crescimento do sector em Portugal, que figura já como o país com o segundo maior preço médio entre os principais exportadores mundiais, logo a seguir à Itália.
O foco neste sector por parte do CTCP arrancou no ano passado com o ciclo de formação «Jornadas do Luxo», destinada a quadros e estudantes das áreas da produção, marketing e design.
Segundo dados da Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado (APICCAPS), cerca de 85 por cento das exportações do sector do calçado são neste segmento nobre. De salientar que nos últimos sete anos as exportações nacionais de calçado cresceram 55 por cento, ultrapassando cerca de 1200 milhões de euros no ano passado.
A fileira do calçado em Portugal criou mais de 9.000 postos de trabalho desde 2010.

Comentar

Anónimo