Nadadora conquistou cinco medalhas nos Nacionais
Furacão Ana
14-12-2017
A nadadora sanjoanense Ana Rodrigues bateu o recorde nacional dos 50 metros Bruços duas vezes no mesmo dia, nos Campeonatos Nacionais de Juniores e Absolutos – Fluvial 2017, que se realizaram no último fim-de-semana, e onde conquistou um total de cinco medalhas. A Câmara Municipal de S. João da Madeira aprovou um voto de saudação à atleta da equipa Associação Desportiva Sanjoanense/Fepsa.
Estatísticas

846 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Em fim-de-semana de tempestade Ana, outra Ana deixou marcas nos Campeonatos Nacionais de Juniores e Absolutos – Fluvial 2017. A nadadora sanjoanense, que é agora atleta da recém-formada equipa ADS/Fepsa, não só conquistou um total de cinco medalhas, como bateu, por duas vezes no mesmo dia, o recorde nacional sénior e absoluto dos 50 metros Bruços.
Na eliminatória da prova, que decorreu na manhã de domingo, Ana Rodrigues terminou a distância com 31,37 segundos superando a marca de Diana Gomes (31,43) obtido em Dezembro de 2009.
Nesse mesmo dia, na parte da tarde no decorrer da final, a nadadora do Sanjoanense/FEPSA tornou-se a primeira portuguesa a baixar a barreira dos 31 segundos ao registar o tempo de 30,80 segundos que lhe deu o título nacional.
Em declarações publicadas no site da Federação Portuguesa de Natação, Ana Rodrigues referiu: “O recorde que bati de manhã mostrou que estava rápida, até porque nos 50 livres [25,07] de ontem [sábado] fiquei perto do recorde nacional [24,94]. Hoje tentei ir solta nas eliminatórias para ver o tempo que dava e deu recorde nacional. Fiquei um pouco surpreendida, mas a verdade é que de tarde, na final, ainda consegui melhorar e foi o que aconteceu”.
A atleta sanjoanense sublinha que se tem sentido “bem nos treinos, mais tranquila”. “Claro que é motivante chegar aqui à piscina curta – sou bastante melhor em piscina longa – e bater os meus recordes pessoais todos, só posso ficar satisfeita. Tal como o recorde nacional de piscina longa, há muito tempo que queria quebrar a barreira dos 31 segundos. Fiquei super-feliz”, conclui Ana Rodrigues.
Nesta prova que reuniu os melhores nadadores nacionais, a nadadora sanjoanense sagrou-se ainda campeão nacional nos 50 metros Livres (25,07 segundos), foi vice-campeã nos 100 metros Bruços (1.37,65 minutos) e 100 metros Livres e conquistou a medalha de bronze nos 100 metros Estilos (1.02,91 minutos).
Com estes resultados, a equipa ADS/Fepsa ficou em 7.º lugar (entre 78 clubes) no medalheiro Sénior com duas de Ouro, duas de Prata e uma de Bronze.
A medalha de ouro nos 50 metros livres (25,07 segundos), obtida nas finais do dia 9, corresponde ao 1.º Título de Campeão Nacional da Natação da ADS/Fepsa. Os três lugares cimeiros foram ocupados pelo Sporting (11-12-4), pelo Benfica (11-4-4) e pelo Algés (10-4-10).

Câmara aprova voto de saudação

Na passada terça-feira, a Câmara Municipal de S. João da Madeira aprovou, por unanimidade, um voto de saudação a Ana Rodrigues por estes resultados.
Um voto que foi proposto pelo vereador responsável pela área do desporto, Pedro Silva, que esteve no Fluvial no passado fim-de-semana para cumprimentar a atleta e o treinador, e também pelos vereadores da coligação PSD/CDS, que apresentaram uma proposta escrita, onde sublinha que Ana Rodrigues é “já considerada por muitos a melhor sprinter portuguesa da actualidade”.
“Ana Rodrigues é uma referência para todos nós”, disse o vereador PSD/CDS Paulo Cavaleiro, valorizando o trabalho da atleta, treinador e clube. O vereador considera que este é “mais um sucesso que marca o espírito dos sanjoanenses de quem não deixa de lutar e de acreditar nos seus talentos”.
Paulo Cavaleiro alertou, no entanto, que “é importante que se criem oportunidades para que possam desenvolver o seu trabalho”, referindo-se à “oportunidade desperdiçada” de construir as novas piscinas, que permitiriam a Ana Rodrigues “treinar todos os dias em S. João da Madeira”.
O presidente da Câmara, Jorge Sequeira, associou-se ao voto de saudação que foi aprovado por unanimidade.


 

Comentar

Anónimo