10.º aniversário da Casa do FCP
Cor, alegria e movimento com o clube no pensamento
07-12-2017
Estatísticas

543 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

A Casa do Futebol Clube do Porto em S. João da Madeira, delegação n.º 122, festejou, no passado domingo, a passagem do seu 10.º aniversário com um almoço, onde reuniu aproximadamente 200 pessoas.
Entre os vários convidados estavam Alípio Jorge, vice-presidente e responsável pelas casas do F.C. Porto, Júlio Marques, membro do Conselho e Filiais das Casas do F.C. Porto, a grande glória, antigo atleta  e bi-bota de ouro, Fernando Gomes, Pedro Silva, vereador do Desporto da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Rui Martins, adjunto do Comando dos Bombeiros Voluntários de S. João da Madeira, entre outros, além de representações das Casas dos azuis e brancos de Serzedo, Vila Real de Trás-os-Montes, Espinho e Lisboa.
Com os superdragões a marcarem a cadência dos variadíssimos cânticos, a sala vibrava com o fervor clubístico, Jaime Campos, o presidente empossado da Casa portista nesta cidade, agradeceu todo o empenho que os sócios e a sua direção tiveram para que a festa tivesse o brilho que estava a ter, fazendo uma agradecimento a várias entidades, realçando nesse agradecimento o jornal “O Regional” e a Rádio Regional Sanjoanense.
A direção, pela mão de  Jaime Campos, quis também prestar homenagem a Carlos Fontes, fundador e sócio honorário da Casa do F.C. Porto. Cândida Fontes, viúva do homenageado, não conteve as  lágrimas e entregou a Jaime Campos um quadro onde se via Carlos Fontes ao lado do Dragão de Ouro com que a casa foi premiada no ano de 2012, foto essa que será colocada em destaque na delegação n.º 122. Quando Jaime Campos terminou o seu discurso sobre Carlos Fontes, os superdragões entoaram “Fontes, jamais serás esquecido”. E terminou assim o seu discurso o presidente da delegação portista nesta cidade: “o futuro será o que todos quisermos, para o ano devemos estar aqui a festejar o título de campeão”.
O vice-presidente do F.C. Porto, Alípio Jorge, sobre a festa, dizia: “isto é o prenúncio da unidade do F.C. Porto, da importância do F.C. Porto por todo o mundo, aqui bem revelado em S. João da Madeira, com um só objetivo, vencer desde 1893”. Por sua vez, Fernando Gomes dizia: “o F.C. Porto é um clube que só pensa em vencer, sabemos que é humanamente impossível vencer sempre, mas também sabemos que é humano procurar vencer sempre e é com esse espírito que estamos aqui hoje. Aqui, hoje, prova-se o que tem de ser o F.C. Porto, na sua essência e na sua identidade”.
Por fim, a surpresa da tarde/noite, em direto e através de amplificação sonora, o presidente do F.C. Porto deixou a sua mensagem para todos os presentes, enviando um abraço na pessoa de Jaime Campos para todos os portistas presentes, realçando o facto de não poder estar presente, por compromissos inadiáveis, mas com a certeza de que a casa de S. João da Madeira, apesar de já não ter Carlos Fontes, continua a ser bem-sucedida.
No final do seu breve discurso, ouviu-se o cântico entoado alto e em bom som “Pinto da Costa, olé, Pinto da Costa, olé, Pinto da Costa, olé olé.

 

Novos órgãos sociais da Casa do F. C. Porto

Direção: Presidente – Jaime Campos
                Vice-Presidente – Ricardo Oliveira
                Secretária – Fernanda Tavares

Assembleia Geral: Presidente – Júlio Gomes
                Vice-Presidente – Adão Mendes
                Secretário – Pedro Silva

Conselho Fiscal: Presidente – Dr.ª Adélia Rodrigues
                Vice-Presidente – Patrícia Campos



Sorteio do 10.º aniversário
1.º prémio – 1091
2.º prémio – 0965
3.º prémio – 0052

Comentar

Anónimo