Comunicado do CCD Pigeirense
30-11-2017 | por A Direção, Treinadores e Jogadores do CCD PIGEIRENSE
Estatísticas

250 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Desde sábado passado, jogo com a ADRAV de S.J. Madeira, que o CCD Pigeirense tem sido alvo das mais variadas insinuações e ataques por parte de quem gere os destinos da ADRAV. Se aguentamos a análise nada isenta ao jogo por parte do adversário (quem assistiu presencialmente ao jogo sabe efetivamente o que se passou), depois do texto publicado hoje no Jornal Labor de S.J. da Madeira é altura de dizer BASTA.
O CCD Pigeirense é um clube que preza o seu bom nome, a sua integridade e está no futebol para servir o futebol e não para se servir do futebol. Somos um clube que foi fundado em 1995 com o esforço e a dedicação de muita gente e que conseguiu construir um Campo próprio e que tem ao longo dos anos construído uma história de sucesso no campeonato da Inatel.
O CCD Pigeirense exige RESPEITO e não admite lições de moral de quem quer que seja. Por muito que custe, no CCD Pigeirense não há batota, não há convites a árbitros para jantares em restaurantes ou em casa de dirigentes, não há coação, não há brindes nem ofertas de serviços nas Termas das Caldas de S. Jorge. De igual forma, a acusação grave feita hoje, não pode passar impune pois os diretores, treinadores e jogadores não são, nem nunca foram racistas. Transformar quezílias próprias de jogo em racismo é do mais baixo nível que existe e não o aceitamos.
Respeitamos todos os intervenientes do futebol da Inatel que saibam RESPEITAR. Caso não o consigam fazer, abandonem o desporto, pois não são benéficos ao mesmo.

 

Comentar

Anónimo