Em Assembleia Geral
Associação de Bombeiros aprovou Orçamento para 2018
30-11-2017 | por António Gomes Costa
A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de S. João da Madeira aprovou, na passada segunda-feira, o Plano de Actividades e Orçamento para 2018. Equilibrar as contas e não endividar a associação é uma das linhas de orientação neste orçamento que ronda os 766 mil euros.
Estatísticas

205 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Reunida no último dia 27 e presidida por Domingos Ferreira, a Assembleia-Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de S. João da Madeira (AHBVSJM) aprovou o Plano de Actividades e Orçamento para 2018.
Carlos Coelho, presidente da associação, anunciou que os 765 mil e 911 euros pretendem dar continuidade ao plano de actividades que os Bombeiros se propõem para o próximo ano. “Não se prevê neste orçamento quaisquer verbas para investimentos, não por os entender desnecessários, e nomeadamente no que diz respeito a viaturas e equipamentos”, mas por considerar que as decisões relativamente a investimentos a serem feitos “deverão ficar para decisão futura da próxima direcção”, que será escolhida no próximo dia 15 de Dezembro.
Relativamente às despesas correntes, o presidente da AHBVSJM revelou que as mesmas apresentam “um novo e ligeiro corte” para 2018 relativamente a anos anteriores, o que na sua opinião “traduz a crescente preocupação na redução das despesas e no máximo rigor das contas”.
Quanto a receitas correntes, Carlos Coelho prevê neste orçamento que as mesmas sejam “inferiores às que se verificaram nos anos imediatamente anteriores”. Por outro lado, este orçamento agora aprovado prevê “um aumento das verbas a serem transferidas” pelo município de S. João da Madeira, “beneficiando de uma nova política da autarquia no que diz respeito à Protecção Civil dos Bombeiros”.
Carlos Coelho revelou na sua intervenção que uma das grandes preocupações deste orçamento é que não endividasse mais a associação, “mantendo as linhas de orientação seguidas até aqui e procurando, ao mesmo tempo, criar condições que garantam a sustentabilidade” da Associação Humanitária e do seu Corpo de Bombeiros e a salvaguarda dos seus interesses.
Já no plano de actividades para o próximo ano, uma das muitas prioridades passa por trabalhar no plano de “renovação progressiva da frota automóvel, a qual se vem deteriorando ao longo dos anos”. Em cima da mesa está também o trabalho conjunto com o Comando na programação da celebração alargada dos 90 anos da AHBVSJM e do seu Corpo de Bombeiros. “Dar continuidade ao programa de celebração dos 90 anos de serviços prestados à população, que se iniciaram a 30 de Abril de 2017 e culminarão no início de Maio de 2018”. Uma outra prioridade prende-se com “profissionalizar a 100 por cento” os serviços da Central de Telecomunicações.

Comentar

Anónimo