Hóquei em Patins
Campeonato Nacional da 2.ª Divisão - 8.ª Jornada
Lei da bola parada fez a diferença
23-11-2017 | por António Anacleto / João Maia
Estatísticas

611 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

HA Cambra, 2 - AD Sanjoanense, 6

Jogo no Pavilhão Municipal de Vale Cambra

Árbitros: José LaSalette e Marco Gomes, de Aveiro

HA Cambra: David Nogueira (gr), Dani Bastos (cap.), Alfredo Nogueira, Nuno Maia e Miguel Oliveira
Suplentes: Tiago Tavares, João Oliveira, Pedro Nuno Lopes, Luís Pinho e Tiago Santos (gr)
Treinador: Vítor Pereira

AD Sanjoanense: Marco Lopes (gr e cap.), João Cruz, Pedro Cerqueira, Afonso Santos e José Almeida
Suplentes: Alex Mount, Tiago Almeida, Pedro Rego, Bruno Moreira e Bernardo Moreira (gr)
Treinador: José Carvalho
Ao intervalo: 0-3
Marcha do marcador: 0-1 José Almeida (3’), 0-2 Pedro Cerqueira (8’), 0-3 José Almeida (23’), 0-4 Pedro Cerqueira (30’), 0-5 Afonso Santos (31’), 0-6 Alex Mount (43’), 1-6 Dani Bastos (43’), 2-6 João Oliveira (50’)
Acão disciplinar: Cartão azul - Vítor Pereira (treinador) (9’), Miguel Oliveira (23’ e 36’)
Faltas: HA Cambra 23 | AD Sanjoanense 16
E o registo continua a aumentar... sete jogos, sete vitórias, 40 golos marcados e 18 sofridos. Começam a faltar adjetivos para o arranque de temporada sensacional dos seniores masculinos de hóquei em patins da Sanjoanense que, desta vez, foram a Vale de Cambra golear o HA Cambra por expressivos 6-2. À entrada para esta jornada, cambrenses e alvinegros estavam separados por três pontos e, antes do encontro começar, a equipa de José Carvalho sabia que o Riba D’Ave já tinha vencido e que, por isso, se quisesse manter a liderança, teria que vencer o conjunto orientado por Vítor Pereira, ex-técnico da Sanjoanense.
Com uma entrada forte, o emblema de S. João da Madeira marcou dois golos em oito minutos, ambos de bola parada, primeiro por José Almeida, na conversão de um livre direto, seguindo-se Pedro Cerqueira, que não desperdiçou uma grande penalidade. A vantagem madrugadora da Sanjoanense deu algum conforto e, alicerçando-se numa grande coesão defensiva, os alvinegros foram sustendo as investidas do HA Cambra, que nem de grande penalidade, desperdiçada por Nuno Maia, conseguiu marcar.
A dois minutos do intervalo, José Almeida, novamente de livre direto, fez o 0-3, para delírio das mais de duas centenas de sanjoanenses que coloriram o pavilhão do HA Cambra.
Na segunda parte, Dani Bastos falhou, aos dois minutos, um penálti e o líder do campeonato deu uma machadada quase definitiva no encontro, marcando dois golos em um minuto, por Pedro Cerqueira e Afonso Santos.
José Almeida (11’) e Alfredo Nogueira (14’) falharam um livre-direto cada, algo que já não aconteceu a Alex Mount, que completou (18’) a meia dúzia. Pouco depois, Dani Bastos (18’) reduziu e o Cambra poderia ter relançado o encontro, mas o mesmo Dani Bastos e João Oliveira falharam um livre direto e uma grande penalidade. O resultado foi fechado por João Oliveira, a 20 segundos do final, não beliscando uma fantástica vitória da Sanjoanense, que teve na união o ponto forte e no guarda-redes Marco Lopes um muro quase intransponível.

No próximo sábado (18h), a Sanjoanense recebe o Famalicense, declarado candidato à subida, que tem estado a fazer um início de época aquém do esperado, mas que tem um plantel recheado de bons valores.
A entrada volta a ser gratuita.

Comentar

Anónimo