Eu posso falar?
Entrada na cidade, com jardim municipal, que mais parece uma selva
16-11-2017 | por Durbalino Dias
Silvado, mato, cobras, ratazanas como coelhos, atravessando a estrada do rio para o matagal ao fundo do jardim municipal, e junto ao hotel continua? Pela segunda vez escrevo sobre este assunto, mas, penso que a nova autarquia não vai deixar que a entrada principal da cidade vá continuar assim, pois é por aqui que tudo entra na cidade, e no que repara, vê uma selva junto a um belo hotel e na avenida mais principal da cidade.
Estatísticas

611 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Como disse já escrevi uma coluna sobre este fenómeno, mas a verdade é que até hoje os sanjoanenses com uma certa perplexidade não sabem o que se passa, nunca nem ninguém do executivo camarário, antigo ou moderno teve a coragem de explicar aos cidadãos sanjoanenses porque é que aquela selva continua.
É legítimo questionar, ou quase obrigatório, já que no antigo executivo nunca ninguém conseguiu explicar o que se passa com este terreno final do nosso jardim junto ao hotel.
Às vezes é fácil cair no facilitismo ou tentações de ceder para tudo ficar bem, mas isto não pode calar a pergunta. Porque é que os sanjoanenses não têm direito a uma explicação?
De quem é o terreno, porque não se obriga pelo menos a limpeza, é urgente uma intervenção rápida, que além de tudo pode ser fatal parar quem passa junto à ribanceira, cair e ficar preso no silvado como infelizmente já aconteceu.
É tempo de dar a volta a esta situação, pois já lá vão muitos anos, e de certeza que temos gente na nossa Câmara com responsabilidade que é capaz de resolver este problema. 

Comentar

Anónimo