Notícias do Andebol
09-11-2017 | por GI Andebol

Juvenis Masculinos
Estatísticas

107 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

Taça de Portugal  2.ª Eliminatória
AD Sanjoanense/Clínicas CMP 38 – 15 ACD Monte

Ricardo Gaspar; Mario Lopes (3); João Pinhal; Xavier Costa (4); Diogo Taboada (1); Carlos Oliveira; Wesley Souza (2); Ricardo Pinho (3); Rui Rodrigues (2); Alexandre Relvas (8);Bruno Pinho; Eduardo Pereira; Pedro Garcia (3); Antonio Brandão (5); Ricardo Pinho(4); Tiago Arrojado (3).

A ADS confirmou o favoritismo que lhe era atribuído, eliminando da prova a equipa Aveirense da Murtosa que milita no escalão inferior, com um resultado bastante dilatado. Ao intervalo o resultado era já um esclarecedor 20-7. Apesar do resultado, houve uma clara gestão do plantel, uma vez que no próximo sábado a deslocação à Ilha de Santa Maria nos Açores é a principal preocupação da equipa, são apenas dois dias de descanso, uma viagem complicada com duas escalas e um adversário bastante reforçado com 4 estrangeiros que com certeza tudo fará pela vitoria.
Mais uma vez a equipa alvinegra colocou o seu estilo de jogo característico em campo, que assenta na velocidade de transições e uma defesa bastante coesa.
Houve algumas boas surpresas, como a estreia do Wesley Rodrigues, atleta brasileiro que esteve algum tempo à experiência e finalmente foi inscrito, tendo marcado 2 golos de 1.ª linha e mostrado alguns bons pormenores, o regresso do capitão Ricardo Pinho, que faz o seu 2.º jogo da época após lesão, ainda á procura da sua melhor forma, mas já com 3 golos marcados da 1.ª linha.
Estas duas entradas, vêm colmatar a falta de “poder de fogo” da 1.ª linha que tem sido nos primeiros jogos uma dor de cabeça para o técnico Nuno Silva. Também praticamente em estreia esteve o Carlos Oliveira na Baliza com uma exibição de grande nível, mostrando que é um grande reforço.
Em destaque esteve mais uma vez o melhor marcador da ADS, Alexandre Relvas com mais uma exibição brilhante e 8 golos marcados.
De negativo a registar a falta de concretização ao nível dos 7 metros com apenas 33%.
No próximo dia 07 será o sorteio dos 1/16 da Taça de Portugal.



Campeonato Nacional 2.ª Divisão
CD Marienses 23 - 34 AD Sanjoanense/Clinicas CMP

João Pinhal; Xavier Costa (1); Diogo Taboada (3); Hugo Terra; Ricardo Pinho (7); Rui Rodrigues (6); Alexandre Relvas (5);Bruno Pinho (2); Carlos Oliveira; Pedro Garcia (7); Ricardo Pinho; Tiago Arrojado (3).

Após uma desgastante deslocação aos Açores, para jogar num pavilhão onde ainda ninguém tinha vencido esta época, a equipa Alvinegra “arrancou” uma preciosa vitoria por números esclarecedores que colocam a equipa novamente no caminho desejado.
Com muita atitude e “raça” sem acusar a pressão de estar obrigada a ganhar, a equipa respondeu na perfeição. Sólida na defesa, rápida no contrataque e muito concentrada no ataque. O capitão Ricardo Pinho esteve irrepreensível na marcação de livres de 7 metros. Na baliza Hugo Terra também esteve em grande nível. Ao intervalo o resultado já surpreendia com uns esclarecedores 11-20. Na segunda parte com o jogo já controlado e com a expulsão do central Macedónio da equipa local a ADS ainda conseguiu dilatar mais o marcador.
No próximo sábado haverá mais um jogo difícil com um candidato “Benavente” nas Travessas ás 17h horas.  


Campeonato Nacional 1.ª divisão juvenis masculinos
Alavarium AC 20 - 35 ADS/ Mais Óptica

Foram agressivos e concentrados defensivamente, tornar tudo mais fácil. Vitória importante em terreno difícil. Respeitaram o adversário, orgulhoso do que vi. Parabéns a todos.

Campeonato Nacional Juvenis 2.ª divisão – 5.ª jornada
ADS “B”/ Mais Óptica 29, Monte, 21

Vitória tão importante quanto difícil. Importante, porque nos faz acreditar no trabalho que fazemos diariamente, a evolução destes jovens é notória a cada dia que passa, mas é preciso acreditar que ainda podemos evoluir muito mais. Difícil, pois disputamos o jogo com uma equipa que já joga há muito tempo junta e que vendeu muito cara esta derrota, facto esse que ainda valorizou mais este jogo, e aquilo que conseguimos.
O jogo não começou da melhor forma para a nossa equipa, onde esteve bem patente a falta de objetividade no nosso ataque e de agressividade na nossa defesa, estes aspetos foram corrigidos, mas acima entramos para a segunda parte com mais alegria e mais determinados, estes aspetos foram preponderantes para o desfecho final.
Não passamos a ser os melhores com esta vitória, como também não fomos os piores quando perdemos, apenas temos que perceber que, com trabalho e persistência, podemos alcançar outros patamares.


Infantis Femininos
Cd Feirense 19 - Ads/ Mais Óptica, 26

A equipa infantil feminina da Sanjoanense arrancou no passado domingo a sua participação no Campeonato Nacional com uma vitória, no sempre difícil reduto do Feirense. Num jogo bem disputado, mas sempre controlado pelas alvinegras, a vitória sorriu à Sanjoanense, que já vencia ao intervalo por uma margem confortável (8-12). Controlado sempre o adversário, as atletas sanjoanenses conseguiram ampliar a vantagem no segundo tempo, confirmando o potencial que a equipa possui, assente no vasto campo de progressão das atletas. Destaque para os 12 golos obtidos pela Daniela Sebastião, a melhor marcadora da partida.
Sanjoanense: Sofia Vlasyuk, Sofia Sousa, Joana Faria, Mariana Barata (1), Maria Pereira, Daniela Sebastião (12), Laura Tavares, Maria Bartolo, Filipa Ferreira, Maria Santos (4), Leonor Silva (6), Ana Almeida e Maria Pinho (3).
Treinadores: Manuel António e Rui Andrade


Infantis Masculinos
Ads “A”/Mais Óptica, 25 - Sc Espinho, 29

Jogo frente ao Espinho, adversário ao qual se previa imensas dificuldades para a equipa da ADS/ Mais Óptica.
A primeira parte foi marcada pelo equilíbrio com alternâncias no resultado, bons momentos de andebol de ambas as partes mas com os visitantes a chegar ao intervalo na liderança (12-14).
Na segunda parte a ADS/ Mais Óptica foi mais inconsistente, no ataque com falhas técnicas e situações de finalização mal aproveitadas e na defesa com mais erros e menos “agressividade”.
Contudo a ADS/ Mais Óptica lutou até ao fim pelo resultado, mostrou bons pormenores o que revela que tem margem de progressão.


Infantis Masculinos
Estarreja Ac, 25 - Ads/ Mais Óptica, 20

Na primeira parte a ADS/ Mais Óptica não entrou bem, com muitas falhas técnicas no ataque, onde nem conseguia criar situações de finalização, e na defesa, aliada a alguma falta de atitude, houve muitos erros nomeadamente nas trocas defensivas.
Contudo a ADS/ Mais Óptica aos poucos foi melhorando e o resultado de 15-10 ao intervalo a favor da equipa da casa era mais que justo.
Na segunda parte a entrada não foi a melhor com o adversário a chegar a uma vantagem de 8 golos (21-13).
Com com uma atitude defensiva muito boa e o ataque aos poucos a encontrar as melhores soluções, a ADS/ Mais Óptica conseguiu entrar para os últimos 5 minutos com capacidade de discutir o resultado reduzindo a desvantagem para dois golos de diferença (21-19).
No fim, fruto de alguma inexperiência e nervosismo a ADS não conseguiu dar a volta mas ficam os bons momentos que conseguiu produzir na segunda parte como um bom indicador para o futuro.

Minis Masculinos
Ads “A”/Mais Óptica, 29 - Ílhavo Ac, 13
Cd Feirense “A”, 29 - Ads “B”/Mais Óptica, 25

Parabéns a todos pelo excelente esforço e notória melhoria coletiva!
Parabéns ao Pedro Gomez pelo seu primeiro jogo no escalão Mini!

Comentar

Anónimo