A decorrer até amanhã, sexta-feira
“A ilustração é um suporte de divulgação da terra”
09-11-2017 | por António Gomes Costa
Sob o tema «Trama», o encontro organizado pela Junta de Freguesia de S. João da Madeira cruza ilustradores nacionais e internacionais, em sete dias de partilha de práticas, experiências e conhecimentos. O 10.º Encontro Internacional de Ilustração de S. João da Madeira arrancou na última semana e decorre até amanhã, sexta-feira, na Sala dos Fornos, na Oliva Creative Factory. O evento tem trazido ao longo da semana centenas de admiradores à cidade.
Estatísticas

266 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

O movimento tem sido bem visível, nos últimos dias, na Oliva Creative Factory (OCF). O 10.º Encontro Internacional de Ilustração de S. João da Madeira (EII), a decorrer na Sala dos Fornos, tem trazido ao longo da semana centenas de admiradores à cidade.  
“Queremos todos os anos que da Ilustração saia sempre um suporte da divulgação da terra”, deu conta Helena Couto, presidente da Junta de Freguesia de S. João da Madeira, na cerimónia inaugural. Foi criado nesta edição um livro da autoria do arquitecto João Valente, que servirá de “suporte material” à edição deste ano, que tem como tema «Trama» e que tem como objectivo ser um forte suporte a nível de “merchandising e divulgação”. O livro tem um humor “muito próprio do seu autor” que, através da banda desenhada, “dá resposta a várias perguntas”.
Para o arquitecto, a criação deste “guia de S. João da Madeira em banda desenhada”, que demorou cerca de seis meses a ficar concluído, foi mais um desafio profissional. “Eu não conhecia muito bem a cidade, desconhecia que a mesma tinha tantas chaminés e rotundas”, um desafio que obrigou João Valente a “ler muito” sobre S. João da Madeira.
Trata-se de um guia onde cada “pergunta é válida” e pode levar os leitores ao “infinito”.
A Junta de Freguesia, responsável pela organização do evento, trouxe, este ano, até S. João da Madeira, oito artistas convidados, responsáveis pela apresentação de vários workshops, conferências, oficinas, etc.
A cerimónia de abertura decorreu, no passado dia 3, sexta-feira, na Casa dos Fornos, na Oliva Creative Factory (NAOCF), onde foram apresentados os ilustradores convidados, os finalistas e o júri do concurso, as novidades desta edição, todo o programa e, por fim, uma visita guiada às exposições.
Na cerimónia inaugural, marcaram presença o presidente do Município, Jorge Vultos Sequeira, vários vereadores, a presidente da Assembleia Municipal, empresários e muitos anónimos.
Com o palco central na OCF, o evento estendeu-se, este ano, pela primeira vez, ao NAOCF, ao Centro de Arte de S. João da Madeira, dando, assim, uma “maior visibilidade a toda esta área criativa” que se concentra na OCF.
 As oficinas também voltaram, em 2017, às escolas. São mais de 40 as que a organização promove nesta edição nas escolas da cidade e na CERCI, a realizar em pleno do horário escolar e são leccionadas pelos ilustradores convidados.
Na edição deste ano, a organização lançou um desafio aos ilustradores de todo o mundo, que consistiu na elaboração de duas obras sobre o tema desta edição. Ao todo, a organização recebeu 94 candidaturas vindas de 15 países: Portugal, Espanha, Brasil, Argentina, Itália, Polónia, África do Sul, Bulgária, Colômbia, Grécia, Holanda, Inglaterra, Panamá, Rússia e Turquia. Destas 94 inscrições, o júri do 10.º EII selecionou as melhores 25. O vencedor do concurso, que vai ser conhecido amanhã, dia 10, na Cerimónia de Encerramento, levará para casa um MACBOK PRO 13 e uma Intuos Art Black Pen & Touch S. O segundo classificado ganhará uma caixa de material Viarco e uma licença de um ano Creative Cloud Teams. Por fim, o ilustrador que ficar em terceiro lugar terá como prémio material Viarco e uma licença de um ano Adobe Photoshop CC.
Uma das novidades deste ano foi  o “Portfólio Review”, uma iniciativa que servirá de “ponte” entre ilustradores e editoras especializadas em ilustração, abrindo caminho a uma troca de impressões. “Queremos criar aqui uma rede que nunca foi feita antes entre ilustrador e editor, entidade que eles pretendem de alguma forma aliciar para conseguir publicar as suas obras”, deu conta Helena Couto na cerimónia inaugural.

“Iniciativa consolidada”

Paralelamente à exposição dos trabalhos finalistas, a Sala dos Fornos acolhe ainda a «G-O>», da Editora Triciclo, «Madrid, A Minha Cidade», de Manuel Marsol (vencedor do 9.º Encontro de Ilustração), da exposição de padrões relacionados com a indústria sanjoanense criados por alunos da Escola Secundária Serafim Leite, no âmbito da anterior edição, e ainda de uma exposição realizada por alunos do Ar.Co.
Apesar de considerar o evento um verdadeiro sucesso na cidade, a Presidente da Junta entende que os populares ainda não se aperceberam completamente da importância desta Ilustração, que atrai cada vez mais pessoas de “dentro e fora do país”.
Para o Presidente do Município, em declarações à nossa reportagem, o evento é uma iniciativa “marcante no panorama cultural da cidade. É uma iniciativa consolidada, com raízes e que tem projectado S. João da Madeira, quer no plano nacional, quer internacional”, o que é comprovado “com a vinda de vários artistas estrangeiros”. O chefe máximo do executivo assegurou que a Junta pode continuar a contar “com o apoio do município”, uma vez que é intenção do autarca “reforçar este evento, qualificá-lo ainda mais” e encontrar em S. João da Madeira “um espaço para se fazer uma exibição permanente do espólio que ao longo destes dez anos a junta foi acumulando”, enfatizou o presidente.
Do programa, a destacar ainda o “Concerto Ilustrado”, que teve casa cheia na passada terça-feira, na Casa da Criatividade, com a autuação da banda sanjoanense Sardinha Também É Peixe, numa altura em que alguns ilustradores convidados ilustravam ‘in loco’ os temas ali interpretados.
Até Dezembro, as dez Fóruns FNAC de todo país vão acolher a exposição «10 anos, 10 fóruns», com trabalhos produzidos no âmbito das edições anteriores do Encontro Internacional de Ilustração.

Comentar

Anónimo