Receita geradas no âmbito do Party Sleep Repeat 2017
Associação Luís Lima entrega mais de cinco mil euros a causas sociais
19-10-2017
A Associação Cultural Luís Lima entregou, na passada semana, mais de 5 mil euros a causas sociais. Donativos resultantes das receitas de bilheteiras geradas no âmbito do Party Sleep Repeat 2017, festival esse que para a organização é um motivo de “grande motivação”.

Tiago Valente dos Santos - presidente da direção, Pedro Amorim, secretário da direção, Maria Manuel Pinto, tesoureira da direção e Inês Amorim, vogal da direção.
Estatísticas

2200 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

A Associação Cultural Luís Lima tem vindo a marcar a diferença na cidade e nasceu em jeito de homenagem a um jovem que perdeu a luta contra o cancro. Cultura, tributo e solidariedade são os principais pilares desta associação criada em Janeiro de 2015.
“Sempre ambicionámos contribuir para a luta contra o cancro, para que possamos ajudar a evitar casos semelhantes” ao que aconteceu com o jovem Luís Lima. “Além disso, a relação que temos criado com a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) dá-nos grande satisfação e sentido de comunidade, dado que se tratam de voluntários, diretores e funcionários que vivem esta luta de forma diária e incansável. Poder ajudar através do PSR é, portanto, uma honra”. É desta forma que Tiago Valente dos Santos, presidente da Associação Cultural Luís Lima (ACLL), assume esta forte ligação com a LPCC.
Assim, a ACLL procedeu à entrega, na última semana, dos donativos a projectos de investigação da LPCC e projecto Apadrinhe esta Ideia da Associação de Jovens Ecos Urbanos, decorrentes das receitas de bilheteiras geradas no âmbito do Party Sleep Repeat 2017, que se realizou a 22 de Abril.  
“Estamos, através de um evento de cultura e através de uma homenagem ao Luís, a preservar o seu legado e a expandi-lo, contribuindo para preencher as necessidades básicas de famílias economicamente vulneráveis da cidade e a luta contra doenças oncológicas”, defende.
Foram doados 5.500 euros na totalidade, o que representa um incremento de 10 por cento face ao montante doado em 2016. Fazemos nota de que isto acontece numa edição que teve apenas um dia de duração, face às duas noites de festival que ocorreram em 2016.
“Fazemos com uma grande massa de voluntários, tanto ao nível operacional e organizativo. Caso contrário, não seria possível tanto realizar o festival como conseguiríamos afetar as receitas de bilheteira a causas sociais”, revelou o presidente da Associação à nossa reportagem.
Este ano, a organização “teve o especial prazer” de ver ser possível fazer crescer o donativo à LPCC em 50 por cento, o que pela razão de existir do festival e memória do Luís Lima é fonte de “grande motivação”.

Comentar

Anónimo