Paulo Cavaleiro visita escolas na abertura do ano escolar
Nova vaga de investimento na educação

Assembleia Municipal
Balanços e críticas marcam última sessão do mandato
Sendo esta a última sessão da Assembleia Municipal de S. João da Madeira do actual mandato, o período de antes da ordem do dia foi marcado por balanços, mas também por críticas, ao trabalho do órgão autárquico e às listas do PSD.
Comício autárquico com a presença de António Costa e Pedro Nuno Santos
“Vou ser o director comercial de S. João da Madeira”
O candidato do PS à Câmara de S. João da Madeira, Jorge Sequeira, disse que uma das prioridades, se for eleito, passará por ser “director comercial” da cidade e que, para isso, tirará um “curso de vendas” para estar habilitado a vender o seu concelho. O jurista de 44 anos quer tornar S. João da Madeira numa cidade de excelência e espera que os sanjoanenses sejam exigentes depois das eleições. O candidato juntou centenas de militantes e apoiantes no passado domingo, num comício que contou com a presença de António Costa, secretário-geral do PS e de Pedro Nuno Santos, mandatário da campanha.
Paulo Cavaleiro reúne com diversas associações e coletividades
Governar a cidade com os Sanjoanenses

Coligação «Maioria por S. João da Madeira» apresentou programa e equipa
“O coração que nos une bate cada vez com mais força”
Uma “cidade viva, competitiva, solidária, sustentável e participativa”. Esta é a visão de Paulo Cavaleiro para S. João da Madeira, num futuro que projecta a cidade já com a próxima década no horizonte. Foi perante a sala da Casa da Criatividade lotada que o candidato da coligação «Maioria por S. João da Madeira» (PSD/CDS) apresentou as “20 medidas estratégicas” do seu programa eleitoral, numa sessão em que Pedro Ventura e Deolinda Nunes, cabeças-de-lista à Assembleia Municipal e Assembleia de Freguesia, respectivamente, traçaram as linhas mestras para os órgãos a que se candidatam, com ênfase no diálogo e na proximidade.
Autárquicas - Andrea Domingos, candidata do PAN à Câmara Municipal
“S. João da Madeira é uma cidade parada no tempo”
Andrea Domingos, de 47 anos, é a candidata do PAN (Pessoas-Animais-Natureza) à Câmara de S. João da Madeira, nas autárquicas deste ano, sendo a primeira vez que o partido concorre a este município. Auxiliar numa clínica veterinária, residente no concelho de Santa Maria da Feira, Comissária Política do PAN Vouga e Activista à causa animal há vários anos, entende que S. João da Madeira é uma cidade “subaproveitada” e “parada no tempo”. Nas eleições de Outubro espera eleger um representante municipal, mas acrescenta que qualquer resultado será visto como favorável. Quanto à actual gestão camarária, explica que a mesma é “fechada sobre si própria”, não demonstrando preocupação pelos sanjoanenses e, por essa razão, o partido quer ser a “voz no município”.