Investimento municipal de 120 mil euros
Capela Mortuária ampliada e com maior “dignidade”
14-09-2017 | por António Gomes Costa
As obras que decorriam desde o início do ano na Capela Mortuária, localizada na Igreja Matriz de S. João da Madeira, estão concluídas. Trata-se de um investimento de 120 mil euros por parte do Município que vai permitir aos utilizadores daquele espaço uma “maior dignidade”.
Estatísticas

523 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

“É um espaço renovado que irá certamente trazer maior dignidade aos utilizadores deste espaço”. Esta foi a garantia de Domingos Milheiro, Pároco de S. João da Madeira, ontem, quarta-feira, dia 13, durante a entrega das chaves da renovada Capela Mortuária após as obras de requalificação.
Com um investimento a rondar os 120 mil euros, a obra de requalificação da Capela Mortuária, localizada na Igreja Matriz de S. João da Madeira, arrancou em Janeiro deste ano, tendo estado a cargo do município, em articulação com a Fábrica da Igreja.
Domingos Milheiro não escondeu o orgulho na obra e garantiu que as obras agora finalizadas permitiram uma “renovação” bastante visível do espaço, “tem outro aspecto, ficou mais funcional para a função a que se destina”, assegurou.
Situada sob o adro da Igreja Matriz, a Capela Mortuária, construída em meados da década de 80 do século passado, sofreu “obras profundas”, que passaram pelo aumento de área da sala principal, além de diversos melhoramentos, que agora permitem ao espaço beneficiar de condições acrescidas de conforto.
A empreitada incluiu o tratamento das paredes e intervenção ao nível do sistema de abastecimento de água, bem como da rede de saneamento, para combater as infiltrações e derrames. Entre outras beneficiações, a salientar a alteração da rede eléctrica, que passou a estar embutida nas paredes e foram colocadas luminárias corridas e embutidas.
Ricardo Figueiredo marcou presença na “singela” cerimónia, onde estiveram presentes vários elementos da Fábrica da Igreja, mas não prestou declarações à nossa reportagem relativamente a este assunto.
Recorde-se que esta é uma intervenção que fazia parte dos 22 projectos de investimento do executivo que, com as eleições intercalares de 26 de Janeiro de 2016, foram desbloqueados.

Comentar

Anónimo