Reflexos
Gin, Pirilau, Sentir S. João…
27-07-2017 | por Fernando Moreira
Estatísticas

1029 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

De repente fiquei confuso, podem crer…, com a espécie de “triunvirato” que serve de título ao presente texto. Justamente, se num olhar distante, a coisa se nos afiguraria não ligar uma com as outras, pelo outro lado – o da origem da iniciativa, obviamente –, os eventos ajustam-se que nem uma luva feita para o momento certo.
Com tanto, de que aliás até nem sou nada contra – parecendo-me bem, motivos para que a cidade entre em festa – reconhecerei, agora, que com tais verdadeiros eventos onde teríamos de incluir o derrube ao Pirilau, significarão com toda a certeza, excelente cartão de apresentação ao arranque (a sério) da campanha política do candidato laranja às autárquicas de Outubro.
Nunca gostei de escrever por escrever e admito até, ir já longe tempo desse fulgor repentista. Não são assim tão generosos os temas para abordar numa cidade que parece ter parado no tempo - provavelmente, o caminho aberto supostamente “desbloqueado” nas intercalares de 24 de Janeiro de 2016 para a execução dos famosos vinte e dois (22) projectos, “toldou-lhes” a capacidade de realização de um tal desígnio –, mas eis que, os nossos amigos laranja fornecem-me o material, e que material!..., para decisivamente haver tema. Pelo menos para mim.
Chegados aqui, reencontramo-nos com o velho fado (à portuguesa…) de se apresentarem candidatos da oposição na corrida (eleição) à câmara a partirem lá de trás do pelotão isto é, em clara desvantagem em relação aos que já ali habitam. Todas as ferramentas (próprias de quem detém o poder) ao dispor. E, mais algumas…
Porém, podíamos ainda atribuir um outro título ao texto, bem sugestivo: “Sentir S. João, Verão S. João e, Um Projecto de Todos”- verdadeiro trinar, ou, a excelente e oportuna conjugação de acontecimentos. Mais ainda, provavelmente, uma mera (mas feliz) coincidência: a colagem dos slogans político/partidários da campanha do candidato laranja, “Sentir S. João” e, “Projecto de Todos” ao evento municipal “Verão S. João” afixados nos postes da Av Renato Araújo. Não creio exagerar se a esta mistura de realidades diferentes, associar promiscuidade e abuso de poder. Com todo o respeito que me merece o presidente Ricardo Figueiredo.
A coisa tornava-se mais visível…, nunca a Av. Renato Araújo fora iluminada em animação de verão; a câmara entregaria um subsídio (para o Verão S. João estou em crer…) em mais de 70 000 mil euros à Associação Comercial de S. João, ao que por aí consta (não, não nos vão oferecer o Tony Carreira ali na Praça, descansem) e, por último (para gáudio da populaça), a abrilhantar os festejos, o derrube ao Pirilau.
Tenho uma certeza caros leitores d’O Regional, não obstante o suposto avanço à partida do candidato (actual vice presidente) Paulo Cavaleiro nestas eleições autárquicas: em matéria que diz respeito à Personalidade, o Dr. Jorge Sequeira leva sim avanço de larga e decisiva vantagem, bastando-nos observar por momentos, todo o seu riquíssimo curriculum. Um sentido de liderança e afirmação enquanto universitário, ainda pelas Associações locais por onde passou longe de qualquer suspeita; a sua  nobre entrega pela causa humanista expressa no tempo que dedica à ACAIS e Bombeiros; o seu perfil dialogante e de consensos e ainda experiências enquanto deputado municipal. Por fim, uma carreira na advocacia irrepreensível a todos os títulos, toda uma experiência acumulada nas suas passagens por governos de Portugal que lhe conferem o seu maior aval em matéria da administração pública.
Jorge Sequeira representa, estou certo, a candidatura justa e certa à presidência do nosso Município. Bastam-nos mais de dezasseis anos de poder laranja… Os sanjoanenses, sem excepção, merecem um Presidente à altura do melhor da história da nossa cidade, S. João da Madeira.

Comentários
Anónimo | 04-08-2017 16:09 faturas
Se o Cavaleiro é tão bom assim . . . . porque não foi o escolhido do seu mandatário castro almeida para vice ???
Vem o Ruizinho das culturas tapar buracos outra vez??
É hora de mudar , podres vicios instalados á muitos anos na nossa câmara !! Uns tapam os buracos de outros e . . . são sempre os mesmo !
Mudar . . . palavra de ordem !
Anónimo | 28-07-2017 19:08 Sério?
Sem sorrisos ou sem TAGUSPARK?
Ou será que a seriedade só se põe em causa para uns e para outros não?
Sério como o Vara, o Sócrat....?
Anónimo | 27-07-2017 22:28 Das considerações do cronista sobre os candidatos.
O Sr. Fernando Moreira fala de certezas que tem sobre candidatos e no tempo que dedicam a causas mas parece querer fazer tábua rasa dos factos que são o que importa para definir o que cada um é na realidade e em cada momento. Sobre a carreira na advocacia do candidato do PS, que diz o cronista ser irrepreensível, nada sei, mas já sobre a sua vocação humanista e associativa tenho dúvidas, fundadas nos factos que são conhecidos publicamente. "O seu perfil dialogante e de consensos" parece não concordar com os factos. Isto da Democracia dá trabalho e ter de encarar opiniões diferentes é cansativo, mais vale mesmo só chamar quem connosco alinha! Ou não fosse o que aconteceu em torno de uma recente assembleia do PS, em que militantes não foram convocados e os que foram, sem ordem de trabalhos, violando o disposto nos estatutos do PS, e neste capítulo também a intervenção do Presidente da Assembleia Geral da ACAIS não é exemplar, ao permitir igualmente que sejam violados os direitos dos associados, realizando-se assembleias gerais à revelia dos mesmos, sem lhes dar conhecimento, conforme decorre da lei. Será que é tudo uma coincidência? É que se não é, conclusões podem ser tiradas sobre princípios e valores seguidos.
Espero mesmo que o candidato do PS mostre mais e sinceramente não me engane, para bem de SJM e dos sanjoanenses, porque do pouco que se lhe conhece, e do que se conhece da equipa escolhida para o acompanhar, não se percebe o entusiasmo do cronista nesta candidatura alternativa. O PSD tem alguns bons nomes mas sobre a coligação com o CDS tenho enormes reservas e não consigo entender como é que esta aliança poderia acrescentar valor, ou não fosse a qualidade dos nomes do CDS local a que é, a começar pelo presidente da concelhia, e fico-me apenas por este comentário para ser simpático com este pequeno partido que já teve a importância que teve por cá. Veremos o que trazem os restantes canditatos e suas equipas. O meu conselho aos candidatos, como diriam os ingleses, é só um: "put your money where your mouth is".
Anónimo | 27-07-2017 19:26 E onde está ele?
E onde está esse tal "Presidente sério, humano e Homem de consensos que S. João precisa"? No PS? Esse que até fez campanha contra o anterior candidato do seu partido ao lado do sócio?
Anónimo | 27-07-2017 14:12 parabens!
excelente texto !
Chega de governo laranja e a sua grande corte de alaranjados e laranjeiras na Camara de S. Joao da Madeira!
È tempo de mudança, sem faturas para pagar.
Que venha um novo ciclo com um Presidente sério, humano e Homem de consensos. S. João precisa!

Comentar

Anónimo