CTeSP do ISVOUGA com forte procura em 2017/18
27-07-2017
Estatísticas

287 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

Os CTeSP-Cursos Técnicos Superiores Profissionais são uma nova aposta do ensino superior politécnico com grandes atrativos para os jovens. Integrados no ensino superior por via do Decreto-Lei que regula os graus e diplomas do ensino superior, assumem-se como cursos credíveis e dotados de reconhecimento pelo mercado de trabalho. A oferta do ISVOUGA em CTeSP é bastante diversificada e os cursos que a integram: Contabilidade e Fiscalidade, Criação e Gestão de Negócios, Gestão Comercial e Vendas, Gestão de Turismo, Produção Industrial e Serviços Jurídicos conferem acesso às licenciaturas do ISVOUGA.
Os destinatários destes cursos são os titulares de um curso do Secundário ou de habilitação equivalente e os titulares de provas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior por maiores de 23 anos.
Por si só, este tipo de curso superior confere o Diploma de Técnico Superior Profissional e o nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações. A empregabilidade dos mesmos encontra-se facilitada pelos protocolos já instituídos entre o ISVOUGA e entidades empregadoras das mais distintas áreas, para o acolhimento dos estudantes em situação de estágio no último semestre letivo do curso.
Com uma propina bastante moderada (100 euros mês) estes cursos são considerados pela DGES-Direção Geral do Ensino Superior para efeitos de candidatura a bolsa de estudos, pelos estudantes. A possibilidade de serem financiados no âmbito do Programa Portugal 2020 não é descartável, dada a prioridade atribuída a este tipo de curso, inclusive como via por excelência para a prossecução de estudos por parte de jovens oriundos do ensino profissional e enquanto potenciadores das capacidades entretanto adquiridas para o ingresso dos jovens no mercado de trabalho.
Numa nota sintética, o ISVOUGA elege como vantagens destes CTeSP o fator de reforço de competências técnicas específicas para iniciar uma atividade profissional e respetivo potencial de empregabilidade. Com efeito todos os cursos homologados pela DGES mereceram a aprovação prévia de funcionamento por parte de entidades competentes para o efeito: ANQEP-Agencia Nacional para a Qualificação e Ensino Profissional e IEFP- Instituto de Emprego e Formação Profissional que as identificaram como formações necessárias para o mercado de trabalho, o qual corrobora, até pela recetividade com que assumiu a integração dos respetivos estudantes em situação de estágio, a referida necessidade. Por outro lado, permite aos que o desejarem, o acesso e frequência das licenciaturas do ISVOUGA num registo de poupança de custos e de tempo. A frequência dos CTeSP dispensa-os da realização dos exames nacionais/provas de ingresso.
Ainda que o prazo de candidaturas tenha o seu início a 1 de agosto próximo, os pedidos de informação indiciam uma boa recetividade aos novos cursos, e, por conseguinte, um rumo para os jovens com “pernas para andar.

Comentar

Anónimo