Festival MU.DA.TE - a mudança também se vive na cultura
13-07-2017 | por Pedro Gual
Estatísticas

210 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

O fim de semana de 7 a 9 de julho trouxe à luz a 1ª edição do Festival MU.DA.TE, um festival dedicado à música, dança e teatro produzida pelas associações da cidade. Foram 3 dias de grande atividade que levaram tanto os sanjoanenses como quem nos visitou a percorrer vários espaços do centro da cidade à procura dos eventos que despertaram o seu interesse.
Do vasto programa apresentado, destaco quatro momentos que marcaram o festival. Logo no primeiro dia, o concerto do grupo consagrado “Ala dos Namorados” com a participação dos coros da cidades, um momento aguardado com grande expetativa tanto pelos participantes como pelo público que encheu a Casa da Criatividade e que resultou em pleno.
No segundo dia do festival, o momento de dança proporcionado pelas várias academias da cidade que, além de nos presentearem com atuações dos estilos que desenvolvem habitualmente, apresentaram uma coreografia de conjunto, criada especialmente para este evento, numa simbiose de estilos diferentes mas que se harmonizaram em pleno, levando, inclusivamente, à participação do público que assistia a este momento inédito na nossa cidade.
No último dia do festival foi a vez do teatro entrar em cena no monumento arquitetónico da Praça. Aqui foram apresentados pequenos excertos das peças de teatro de alguns dos grupos participantes na XXI edição do Festival de Teatro de S. João da Madeira, um momento marcado pelo encontro em palco de várias gerações de atores, desde alunos das nossas escolas até aos séniores sanjoanenses, provando que a inclusão social também pode ser feita através das artes performativas.
O encerramento do festival trouxe-nos outro momento inédito: a atuação conjunta da banda rock sanjoanense Prana com a associação mais antiga do concelho, a Banda de Música. A Casa da Criatividade encheu, mais uma vez, com um público expetante para assistir a uma atuação que, à partida, parecia ser a mais improvável de todas. A improbabilidade ganhou forma numa harmonia de sons que agradou a todos, dos mais jovens ao menos jovens
O festival MU.DA.TE foi muito mais do que um festival de música, dança e teatro; foi uma demonstração de que a cidade mudou após as eleições intercalares de 2016. Foi a prova de que quando há vontade, S. João da Madeira é capaz de realizar grandes eventos. São de má memória os tempos em que as forças de bloqueio PS/SJM Sempre na Câmara Municipal “asfixiavam” a cidade e o espírito empreendedor de quem nela vive e desenvolve a sua atividade, tempos em que projetos de animação do centro cívico e de estímulo ao seu desenvolvimento eram impedidos de se realizar, com claro prejuízo para a economia local, tempos que, dia 1 de outubro, temos oportunidade de impedir que tornem a acontecer.
Resta dar os parabéns à Câmara Municipal e a toda a equipa que coordenou este projeto por nos ter proporcionado mais uma experiência inovadora e enriquecedora, esperando que, em 2018, a 2ª edição do MU.DA.TE seja uma realidade e consiga mobilizar ainda mais participantes.

Comentários
Anónimo | 14-07-2017 13:53 Pois digam isso (por José Pacheco Ferreira)
E a MOLAFLEX após 60 anos vai-se mudar para o concelho da Feira. Mas que grandes "mudadores"

Comentar

Anónimo
Tempo
Farmácias de Serviço
Edição Impressa
Publicidade
Classificados
Escritórios
Aluga-se para Escritórios ou outros Entre frente ao CTT de Olive...
Venda
Bluebutterfly
Prestação de Serviços de Limpeza - Instalações empresariais - Lojas...
Serviços