Empresa sanjoanense dedicada à produção de espumas sintéticas
BE questiona Governo sobre as condições de trabalho na Flexipol
18-05-2017 | por António Gomes Costa
O Bloco de Esquerda questionou o Governo quanto às condições de trabalho que colocam em causa a saúde e a segurança dos trabalhadores da empresa Flexipol de S. João da Madeira.
Estatísticas

1620 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Em comunicado, o Bloco de Esquerda (BE) afirma saber que o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge visitou a empresa Flexipol, que se dedica à produção de espumas sintéticas, dirigindo a sua actividade em especial ao mercado automóvel e da colchoaria, assim como ao calçado, ao mobiliário e aos estofos, tendo recomendado a «implementação de medidas para a extracção de gases da reacção química no sector da espumação». O BE refere ainda que, apesar de ter sido colocado um novo sistema de extração, «os trabalhadores, por mais do que uma vez, fizeram notar, junto da administração da empresa, que este sistema não estaria a funcionar correctamente, uma vez que se mantém no local uma concentração excessiva de CO2 e outros gases». O comunicado realça ainda que os funcionários desta empresa sanjoanense «queixam-se de sintomas como tonturas, má disposição, tosse e irritação na garganta e olhos e temem pelo efeito que a exposição prolongada a tal ambiente possa ter na sua saúde», anunciam.
O deputado Moisés Ferreira já questionou o Governo sobre o assunto, exigindo uma intervenção “imediata, no sentido de salvaguardar a saúde e o bem-estar dos trabalhadores”. O deputado entende não ser “aceitável que os trabalhadores de uma indústria química estejam expostos a tais situações, perdendo saúde a trabalhar”.
Inaceitável, também, entende ser a posição da administração que, “depois de alertada para a situação, continua sem nada fazer”. Para o BE, a administração da Flexipol “tem ignorado as queixas dos trabalhadores e não interveio no sistema de extração, de forma a garantir o seu correcto funcionamento, da mesma forma que não implementou ainda medidas para garantir uma correta renovação de ar nesta zona da produção”.
Mas as preocupações do BE não ficam por aqui. Dão a conhecer outras situações. “O manuseamento de bidões ou a falta de ergonomia dos DPI’s”. Este procedimento é, segundo os bloquistas, “feito à mão, expondo os trabalhadores a riscos de derrame, que teriam graves impactos na sua saúde”.
Contactada por ‘O Regional’, a administração da Flexipol referiu “não prestar declarações sobre o assunto”.

Comentários
Anónimo | 23-05-2017 23:15 MUITO BEM O BE!
O BE conquistou a Devesa Velha e são os dominadores dos sindicatos e de tudo o resto. Agora mandam no Arménio e nos outros e até no Jirónimo. Muito bem. Estamos mesmo muito contentes com o BE por nos libertaram do comunismo. Os votos é que contam vamos para a frente rapaziada do BE. Vamos a eles. Comunistas para a Sibéria, já!
Anónimo | 22-05-2017 14:43 Quem tem medo Bloco de Esquerda?
Afinal, quem tem medo do Bloco de Esquerda? Alguém sabe? Certamente outro partido de extrema - esquerda!!!
É que aquilo que era da área do PCP, passou a ser da área do BE e isso dói aos pcp´s que perdem para o Bloco de forma assustadora!
Enquanto uns adam a lutar pela conquista da Devesa Velha, o BE luta pêlos ex-trabalhadores do PCP!!! E isso acaba por se reflectir nos votos, tal como dizem as sondagens!
Anónimo | 21-05-2017 17:16 Melhores condições e os BEs (2)
2 BEs um eleito na Feira e candidato novamente na Feira e o outro residente naquele local e por lá sempre viveu e vive.
Estes 2 BEs vão herdar o património politico e sindical do PCP. Os herdeiros do passado do PCP. Estes UDPs mascarados em BEs
Mas que grande marreta!

José Pacheco Ferreira
Anónimo | 20-05-2017 23:32 Pois ... claro ... de cinversa está o mundo cheio
Que seria dos trabalhadores portugueses sem o BE?
O BE é o pai de todos os trabalhadores. De conversa está o mundo cheio!
Até se renderam ao triste aumento do salário minimo nacional aceitando 557,00 ?. Estes velhos novos UDPs não deixam de ser os traidores de sempre.
Que má raça produziu o Chico Martins.
Anónimo | 18-05-2017 17:16 Melhores condições de trabalho já!!!!
Este assunto sobre a Flexipol, que supostamente prejudica todos os trabalhadores da referida empresa, deveria ser levado a sério por todos os partidos políticos locais e não apenas pelo Bloco de Esquerda, que parece-me, a par do que foi o PCP em tempos idos - o único que se preocupa com ás más condições de trabalho em algumas das empresas são-joanenses!

Comentar

Anónimo