José Miguel Cardoso conquistou primeiro lugar na categoria de impressão
Mapa Ilustrado de S. João da Madeira vence prémio internacional de Design
18-05-2017
O Mapa Ilustrado de S. João da Madeira, concebido pelo designer José Miguel Cardoso, no âmbito do Encontro Internacional de Ilustração promovido pela Junta de Freguesia, conquistou o primeiro prémio nos International Design Awards (IDA).
Estatísticas

560 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

A selecção anual dos vencedores dos International Design Awards (IDA), prémios internacionais de design, foi conhecida na passada semana, tendo sido atribuído o primeiro prémio na categoria de impressão ao designer sanjoanense José Miguel Cardoso, pelo Mapa Ilustrado de S. João da Madeira, criado no âmbito do Encontro de Ilustração promovido pela Junta de Freguesia sanjoanense.
Em competição estavam mais de um milhar de trabalhos apresentados por arquitectos e designers de interiores, moda, produto e gráfico de 52 países em todo o mundo. O anúncio dos trabalhos premiados surge depois de um rigoroso processo de análise onde são tidos em conta aspectos como o design, criatividade, usabilidade e inovação, sendo que os vencedores recebem uma publicação do seu trabalho no International Design Awards Book of Designs.

Paisagem sanjoanense em 360º

O Mapa Ilustrado de S. João da Madeira apresenta uma solução para o paradoxo entre a liberdade da incerteza do discurso do desenho de observação e a segurança da precisão da representação cartográfica. O mapa é contornado por uma moldura feita com uma panorâmica de 360º da paisagem da cidade de S. João da Madeira, oferecendo uma relação directa entre a cartografia e a paisagem circundante. A rosa-dos-ventos é colocada no centro da composição, marcando a posição do observador, em direcção à paisagem. Assim, a cidade é representada como um pequeno mundo, no centro da ilustração portuguesa. É possível ler o mapa de pernas para o ar, sempre numa relação das ruas com a paisagem correspondente. O diálogo metafórico entre as duas linguagens distantes resolve o paradoxo, através do posicionamento do observador, aproximando-se da paisagem e estimulando o sentido do lugar.

“Motivadora validação”

Em declarações a ‘O Regional’, José Miguel Cardoso sublinhou que “o principal significado deste prémio” se prende “com a relação directa” que tem com a sua área de investigação, uma vez que, enquanto Investigador Bolseiro FCT, no Doutoramento em Design da Universidade de Aveiro, está a desenvolver “trabalho de investigação acerca da representação dos lugares e da paisagem”.
“Neste sentido, este prémio surge enquanto uma motivadora validação do meu trabalho de investigação”, afiança José Miguel Cardoso.
Quando questionado sobre se o facto do seu primeiro prémio internacional estar relacionado com um trabalho feito sobre e para S. João da Madeira, o designer reconhece que “é sempre importante para qualquer pessoa ser distinguido por um trabalho que se relaciona com a terra onde cresceu, onde outrora foi feliz”. “Está presente um sentido do lugar, que desperta o nosso lado emocional, as nossas memórias e a nossa identidade. É precisamente esta abordagem ao sentido do lugar, traduzido à luz do desenho de observação, que serviu de mote para este mapa ilustrado”, explicou.
Para José Miguel Cardoso, S. João da Madeira é “um bom exemplo” do próprio “tecido industrial português”, que se caracteriza por ser constituído “na sua maioria por pequenas e médias empresas, que se situam muitas vezes em pequenas cidades”. Do município sanjoanense, destaca a “história industrial assinalável em diversas áreas de design de produto”, que convive com “empresas contemporâneas que estão ao nível do que melhor se faz em Portugal, nas suas áreas”. “Não é a dimensão da cidade ou da empresa que determina a qualidade do design”, conclui.
O troféu IDA será concedido a todos os vencedores do título de Designer do Ano, na cerimónia bienal de entrega de prémios de design internacional, que se realiza em Los Angeles, nos Estados Unidos da América, a 10 de Junho próximo. Data que coincide com a apresentação do projecto de tese de Doutoramento de José Miguel Cardoso.
Com um trabalho que esteve sempre relacionado com o desenho, no seu portefólio conta com vários mapas turísticos e desenvolve continuamente desenho de vistas da paisagem urbana.
Desde Outubro de 2016, é estudante de doutoramento na Universidade de Aveiro com uma Bolsa de Investigação da FCT e os seus principais interesses são as abordagens metafóricas ao desenho da paisagem e representação do território. Foi Professor Assistente do curso de Design de Produto da Universidade do Minho, em Guimarães, entre 2013 a 2016. Trabalha ainda como designer freelancer em projectos relacionados com mapas e desenhos de paisagens. Participa regularmente em exposições de desenho. Terminou o Mestrado em Técnicas de Desenho e Impressão pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em 2013. Desde 2009 até 2012, trabalhou como designer com escritório próprio. Em 2008, terminou o Mestrado em Design na Universidade de Barcelona. Iniciou um estágio na empresa Chatron Lda. dedicada à climatização, Iluminação e energia, em 2007, onde foi contratado e onde trabalhou até 2009. Terminou a Licenciatura em Design da Universidade de Aveiro em 2005.
Desde cedo expressou interesse especial no desenho. No seu currículo, conta que a sua mãe sempre lhe disse que ele costumava desenhar nos lençóis da cama.

 

Direcção criativa de Paulo Marcelo
Nova imagem do Europarque também premiada

A nova imagem do Europarque, a Cidade dos Eventos de Santa Maria da Feira, também foi premiada nos International Design Awards, com prémio Bronze na categoria de impressão – imagem corporativa.
Este foi um trabalho da PMDESIGN, sob a direcção criativa de Paulo Marcelo, numa coprodução com o islandês Guðmundur Úlfarsson, assente nos valores de modernidade, juventude e elegância e que já havia sido distinguido no Festival Prémios Lusófonos da Criatividade.

Comentários
Anónimo | 21-05-2017 17:05 Um prémio de um SANJOANENSE
Um SANJOANENSE com mérito e com posição nas coisas e na vida da sua terra!

José Pacheco Ferreira
Anónimo | 18-05-2017 16:35 Um prémio que orgulha quem cá vive
Aqui está mais um motivo de orgulho para os são-joanenses! O mérito é de quem o conseguiu, o talentoso José Miguel Cardoso! Mas a alegria partilhada por tamanha façanha, é de todos os são-joanenses! Parabéns JM Cardoso.

Comentar

Anónimo