Sessão Solene
Comendadores sanjoanenses receberam Medalhas de Mérito
18-05-2017 | por Joana Gomes Costa
Estatísticas

385 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

“Em S. João da Madeira vivemos de sonhos que sabemos concretizar e construímos futuro”. Foi assim que presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Ricardo Figueiredo, terminou o seu discurso na Sessão Solene do 16 de Maio, que se realizou na Casa da Criatividade.
Percorrendo a história de S. João da Madeira, o autarca lembrou que, depois do marco histórico da Emancipação Concelhia (conseguida a 11 de Outubro de 1926), a Elevação a Cidade concretizada a 16 de Maio de 1984 “trouxe um novo impulso de progresso ao nosso território”. E, salientando o trabalho e esforço de “muitas gerações de sanjoanenses”, Ricardo Figueiredo apresentou alguns dados estatísticos que demonstram a afirmação de S. João da Madeira no plano demográfico, educativo e económico, destacando neste último não só a capacidade exportadora, mas também a própria “transformação do tecido económico”, que se tem reflectido no emprego, traduzindo-se na maior taxa de empregabilidade da Área Metropolitana do Porto.
Mas Ricardo Figueiredo apresentou dados positivos também nas áreas social, cultural e da qualidade de vida, sublinhando ainda a “nova indústria de prestação de serviços de saúde” que se regista no concelho, com novos investimentos privados que se juntam aos já prestados a nível local e ao reforço das valências públicas. Destacou ainda a afirmação dentro da oferta turística, anunciando que está “em prospecção a possibilidade de construção de uma nova unidade hoteleira em S. João da Madeira”.
”A nossa cidade constrói-se todos os dias. Com muito trabalho, criatividade, inovação, empenho e paixão. Os sanjoanenses têm escrito esta história de sucesso”, disse.
E porque “a cidade tem de saber reconhecer o valor dos seus filhos”, a Sessão Solene do Dia da Cidade foi o momento escolhido para a entrega das Medalhas de Mérito Municipal em Ouro aos sete empresários sanjoanenses que já haviam sido condecorados pela Presidência da República: Manuel Carlos, Domingos Neto, Carlos Santos, Armando Silva, Fernando Sousa, Agostinho Silva e Álvaro Gouveia.
Ricardo Figueiredo destacou que estes empresários “são pessoas que devem o seu percurso a muito trabalho”, tendo em comum a “persistência e capacidade de seguir um sonho”. “São o paradigma dos sanjoanenses e um exemplo para todos”, concluiu.
Para cada homenageado foi apresentado um vídeo sobre o seu percurso, tendo sido todos chamados ao palco, onde receberam a Medalha das mãos do presidente da Câmara.
Relembre-se que, inicialmente, a proposta de atribuição destas medalhas tinha sido programada para as cerimónias do 11 de Outubro de 2016, mas o atraso da aprovação em Assembleia Municipal fez atrasar o processo.
Nesta sessão foi também assinado o protocolo celebrado entre a Câmara Municipal e o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), no âmbito do programa «Reabilitar para Arrendar – Habitação Acessível». Relembre-se que este programa visa o financiamento de intervenção em edifícios com idade igual ou superior a 30 anos, devendo as fracções habitacionais destinar-se a arrendamento em regime de renda condicionada. Presente na sessão esteve Vítor Reis, presidente do IHRU, sublinhou que este programa visa “criar uma nova resposta” aos problemas relacionados com a habitação que o país enfrenta hoje, a maioria resultante do “sucesso do passado” e das “políticas dos últimos 50 anos”, que conduziram Portugal a uma situação de ter “casas a mais” e um “mercado de arrendamento que praticamente desapareceu”.
Esta sessão contou ainda com momentos musicais e de dança, protagonizados pela Banda de Música de S. João da Madeira (que tocaram o Hino de S. João da Madeira e o Hino Nacional acompanhados pelo solista Luís Paranhos), Ginasiano Escola de Dança, alunos da Academia de Música e Escola de Dança Ana Luísa Mendonça.

Comentar

Anónimo