EB1/JI Conde Dias Garcia
Alunos do 2.º ano estudam as urtigas
18-05-2017
Estatísticas

570 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Os alunos da turma do 2.º ano da EB1/JI Conde Dias Garcia, do Agrupamento João da Silva Correia, ao longo do presente ano letivo desenvolveram um projeto em torno do estudo de uma planta considerada por muitos como erva daninha – a URTIGA.
Depois de terem pesquisado sobre esta planta, elaboraram um desdobrável onde referiram a sua constituição, os seus benefícios e a sua aplicação. Posteriormente, fizeram uma visita de campo, onde arrancaram urtigas com e sem raiz. Levaram-nas para a escola e plantaram as que tinham raiz e colocaram as que não tinham raiz a secar. Nas aulas de Matemática, resolveram problemas em que o enunciado evidenciava uma situação com a urtiga. Nas aulas da professora Ana Fardilha, responsável pelo desenvolvimento do Projeto “Pequenos Cientistas Sanjoanenses” nas turmas do 2.º ano, e parceira neste projeto, os alunos da turma fizeram a distinção entre planta espontânea e planta cultivada, estudaram as partes constituintes da urtiga, observaram as variações do aspeto da planta ao longo do ano, reconheceram a importância da germinação e investigaram quais os fatores que influenciam o crescimento da urtiga. Nas aulas de Português, foram elaborando um texto narrativo em que a urtiga era uma das personagens (o livro “Joana e a urtiga desaparecida”, impresso e montado pela Grifagem José Pedro, outro parceiro), participaram no concurso promovido pela Câmara Municipal “Poesia na Corda”, onde escreveram uma poesia individual sobre a urtiga, tendo o momento em que a colocaram na corda sido curiosamente registado pela RTP1, e compilaram vários textos instrucionais.
Já nas aulas de Expressão Plástica, fizeram as ilustrações para o texto narrativo e para os rótulos das várias embalagens, papel reciclado com urtiga e uma urtiga 3D em que utilizaram apenas pacotes de embalagens da Compal. Nas aulas de Educação Musical aprenderam uma canção alusiva à planta. Para além de tudo isto, ainda fizeram bolo, bolachas, sabonetes, chá, pão, queijo fresco, chorume, pomada e creme hidratante de urtiga.
Na Semana da Terra, a turma foi convidada para participar no 1.º Mercadinho Sustentável, atividade promovida pelo Gabinete do Ambiente da Câmara Municipal de São João da Madeira, realizando uma mostra dos produtos que têm elaborado com esta planta e onde a Padaria Camponesa divulgou o pão que está à venda no seu estabelecimento.
No dia 5 de maio, os alunos concluíram o estudo da urtiga com a visita de estudo aos laboratórios da Universidade de Trás-os-Montes, onde a Dr.ª Fernanda Leal Santos, também parceira no projeto e docente do Departamento de Genética e Biotecnologia desta universidade, produziu urtigas in vitro.  
Na revista “Ervas Daninhas”, de autoria da turma, pode ser encontrado um artigo científico sobre a urtiga e sobre os seus benefícios, da autoria da Dr.ª Fernanda Leal Santos, bem como as receitas dos vários produtos que foram sendo feitos.
O desenvolvimento deste projeto constituiu uma experiência extremamente enriquecedora para os alunos, quer em termos de vivências, quer em termos de integração de saberes e conhecimentos.
Aproveitamos para deixar uma palavra de agradecimento aos parceiros no projeto, cujo precioso contributo enriqueceu e validou as aprendizagens proporcionadas aos alunos.

Comentar

Anónimo