Futsal - Fundo de Vila
18-05-2017
Estatísticas

460 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Campeonato Distrital de Seniores
E agora, Fundo de Vila, temos a grande final
Fundo de Vila, 8 - Always Young ADRC, 1


Fundo de Vila alinhou com os seguintes elementos: Bruno Garcia, Sérgio Costa, Luis Silva, João Oliveira, Carlos Gonçalves, Xavier Moreira, Leandro Estrela, Carlos Correia e Daniel Silva. Treinador: Bruno Pinto
Delegado: Pedro Andrade. Massagista: Ricardo Neto.
Marcaram pelo Fundo de Vila: Carlos Gonçalves, três golos, João Oliveira e Daniel Silva, dois golos cada e Xavier Moreira, um golo.
A equipa do Fundo de Vila neste encontro fez o que lhe competia, vencer o encontro e preparar-se para a grande final.
Um resultado que não deixa dúvida quanto ao trabalho e disposição da equipa, bem como a forma com que já está a encarar o último encontro deste campeonato, que dará o título, naturalmente, a quem ganhar.
Mostrou a equipa visitante alguma resistência, mas apenas até começarem a aparecer os golos. Na parte final do encontro, tivemos todo o prazer de presenciar um golo de grande efeito, que foi o sétimo, sendo o seu protagonista “João Oliveira”, que com um toque subtil de calcanhar engana tudo e todos, marcando o golo.
Agora vamos para o último, que dará o primeiro lugar e que se irá disputar em casa do Beira Rio. Tem o Fundo de Vila condições, qualidade, competência e autoridade para trazer o caneco para a nossa cidade e particularmente para o Fundo de Vila.
A equipa de arbitragem cumpriu com o seu trabalho.
O próximo encontro terá lugar no dia 20, pelas 21h00, contra a equipa do Beira Rio, no Pavilhão da Gafanha do Carmo.

 

Taça Distrital de Juvenis
Fundo de Vila já está na final four
Fundo de Vila, 1 - Dínamo Sanjoanense, 1


Fundo de Vila alinhou com os seguintes elementos: João Almeida, Rafael Pereira, Raul Silva, Bruno Maia, Telmo Reis, Leandro Sousa, André Ferreira, Lucas Costa, Nelson Oliveira, Ruben Gonçalves, Roberto Costa e Carlos Conceição. Treinador: Renato Ferreira
Delegados: Carlos Santos e André Oliveira

Fundo de Vila já está apurado para a final four, passando invicto com sete vitórias e dois empates até este momento, faltando apenas um jogo para terminar.
Nada mais se podia exigir ou pedir a uma equipa em que os seus atletas subiram esta época de escalão e liderados por um jovem treinador, que ao longo de todos os jogos tem mostrado toda a sua grande competência, empenho e dedicação ao seu trabalho.
Quanto ao jogo, foi bastante renhido, sendo o Fundo de Vila o primeiro a marcar e apenas a um minuto e meio do final o Dínamo consegue o empate; ainda teve o Fundo de Vila oportunidade de marcar e sair como vencedor.
Poderá naturalmente ter sido um resultado justo, mas a haver vencedor esse teria de ser a equipa que jogava em casa, que foi a mais forte e mostrou melhor qualidade.
Com este resultado, terá São João da Madeira neste escalão duas equipa na final four, o que é um prestígio para o futsal da cidade.
A equipa de arbitragem, num jogo bastante renhido e jogado em bom ritmo, teve um excelente desempenho.

O próximo encontro terá lugar no dia 21 do corrente, contra a equipa do Luso, pelas 10h00, no pavilhão do Luso.

 

Taça Distrital de Juniores
Nada mais se pode fazer quando se joga contra tudo e todos

Esgueira, 5 - Fundo de Vila, 2


Fundo de Vila alinhou com os seguintes elementos: Frederico Ribeiro, Eduardo Pires, Valter Rodrigues, Leandro Sousa, Tiago Costa, André Dias, André Ferreira, Lucas Costa, Nelson Oliveira, Roberto Costa e Tiago Rodrigues Treinador: Nuno Azevedo. Delegado: Carlos Reis
Marcaram pelo Fundo de Vila: Tiago Rodrigues e Lucas Costa
Fundo de Vila neste encontro perdeu tudo o que tinha a perder, o jogo e a hipótese de estar na final four.
Sempre foi difícil jogar em casa do Esgueira, mas mais difícil se torna quando o campo está demasiado inclinado para um dos lados. O Esgueira tinha de ganhar por causa da final e o Fundo de Vila não podia perder para alimentar a esperança e decidir no último jogo em casa.
Um jogo que estava a ser bastante renhido, em que qualquer uma das equipas poderia marcar. E com o resultado de dois a um a favor da equipa da casa, foi então que começa a dar-se e com maior visibilidade a “inclinação” do terreno.
O Fundo de Vila até podia ter perdido da mesma forma, mas assim é desvirtuar tudo. Foi necessário mandar para a bancada o treinador, uma das pessoas mais respeitáveis e respeitosas que anda no futsal, foi necessário ameaçar para expulsar, foi necessário ser prepotente e arrogante, sendo essa uma forma estranha de mostrar, quem deveria ter autoridade, ser justo no seu trabalho e mostrar o que não aconteceu, isenção.
Temos mais um encontro a disputar, o qual o vamos fazer de cabeça erguida e como se esse jogo dependesse ainda a nossa qualificação, porque nós quando entramos em campo é sempre para ganhar. Ao Fundo de Vila não interessa qual a equipa que passa e, por isso, iremos naturalmente fazer o nosso jogo.
Foi provado neste encontro como é fácil desmoralizar uma equipa e impedir que a mesma tenha o seu rendimento habitual. Foi pena que o esforço e o empenho de alguns tenham assim ficado diluídos desta forma.
A equipa de arbitragem teve neste encontro um trabalho deplorável, uma arbitragem como muito poucas vezes se vê.  

O próximo encontro terá lugar no dia 20 do corrente, contra a equipa do Fiães, pelas 15h00, no Pavilhão das Travessas.

Comentar

Anónimo