Organização estima que 23 mil visitantes tenham passado pela exposição
S. João da Madeira foi capital da Lego
04-05-2017
Durante três dias, S. João da Madeira foi a capital nacional da Lego. A mega-exposição, que levou à Sala dos Fornos da Oliva Creative Factory cerca de 5 milhões de peças, atraiu cerca de 23 mil visitantes, que puderam apreciar construções das mais variadas linhas da marca, e uma cidade em miniatura, onde não faltaram réplicas de edifícios emblemáticos locais, como a Torre da Oliva, por exemplo. O evento, organizado pela Associação Desportiva Sanjoanense (ADS) e Associação Portuguesa de Utilizadores de Lego (PLUG), com o apoio da autarquia, contou com a presença de Rosário Costa, designer sanjoanense que é directora criativa na Lego, na Dinamarca.
Estatísticas

1744 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

Os três dias do evento «Sanjoanense BRInCKa, LEGO® Fan Event!» levaram multidões à Sala dos Fornos da Oliva Creative Factory. A organização estima que o número de visitantes esteja na ordem dos 23 mil.
Nesta mega-exposição, que reuniu 5 milhões de peças, foi possível encontrar construções alusivas aos mais diversos temas do imaginário das crianças e adultos, como uma mega cidade, o universo Star Wars, Friends, Arquitetura, máquinas reais do tema Technic, robots mindstorms, réplicas de viaturas, aeronaves e navios militares, e muito mais. Na cidade em miniatura recriada pelos membros da Associação Portuguesa de Utilizadores de Lego (PLUG), era possível encontrar símbolos da cidade de S. João da Madeira, com edifícios emblemáticos como a Câmara Municipal, a Torre da Oliva ou o Estádio Conde Dias Garcia.
Paralelamente com as demonstrações de robots, máquinas e viaturas controladas remotamente, o evento contou ainda com outras experiências interactivas, como o mosaico gigante exclusivo, na construção do qual os visitantes foram convidados a participar ao longo dos três dias. No final, o mosaico com 24 metros quadrados, composto por perto de 100 mil peças, representou uma imagem de Cristiano Ronaldo, vestido com o equipamento da Selecção Nacional.
Os mais novos tiveram à sua disposição milhares de peças Lego, nas concorridas playzones, para darem largas à sua imaginação, fazendo as suas próprias construções.

“Todos crescemos com a Lego”

Na abertura oficial do evento, o presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Ricardo Figueiredo, lembrou que a Lego faz parte do imaginário da infância de muitas gerações. “Todos nós crescemos com a Lego”, disse, considerando que estas peças são “uma paixão para a vida” e é com elas que “aprendemos a ver em 3D e a criar”, pois são “um desafio ao desenvolvimento cognitivo das crianças”.
Por esta capacidade criadora, o autarca acredita que “a Lego tem tudo a ver com o carácter de construtores dos sanjoanenses”, sendo o “paradigma da concretização dos nossos sonhos”.
O desafio de trazer este evento a S. João da Madeira partiu da ADS, que há cerca de um ano preparava esta organização a par com a Associação Portuguesa de Utilizadores de Lego (PLUG) que, anualmente, organiza duas exposições, uma no norte e outra no sul do país. “Este ano a exposição a norte é em S. João da Madeira”, explicou Carlos Borges, dirigente da Secção de Bastequebol da ADS, acrescentando que “todos os anos, em articulação com a Câmara Municipal, a Sanjoanense procura contribuir com iniciativas no sentido de dinamizar e promover a cidade de S. João da Madeira”, pelo que este evento foi “um desses momentos”.
“A Lego agrada a toda a gente. É um evento verdadeiramente familiar, pelo que pensámos que fazia todo o sentido trazer um evento desta envergadura também para S. João da Madeira”, afirmou Carlos Borges.
Na abertura, a designer sanjoanense Rosário Costa que, nas palavras do presidente da Câmara “inspirou a ADS a trazer esta exposição a S. João da Madeira”, exprimiu o “orgulho” em participar neste evento, na sua “terra natal”, garantindo que este momento foi “algo que nunca vou esquecer”.

 


Rosário Costa está há 20 anos na Dinamarca
A designer sanjoanense que traz a Lego ao peito


A sanjoanense Rosário Costa tem aquele que muitos vêem como o emprego de sonho: é designer na Lego.
Está há 20 anos na Dinamarca e é hoje directora criativa na Lego, tendo sob sua alçada linhas como o Lego Friends, Elfs, Super Heros e Disney. O mundo mais cor de rosa da marca. Mas integra também uma equipa de seis directores criativos que têm “responsabilidade comum por todas as linhas do nosso catálogo”, como explicou em declarações a ‘O Regional’, à margem da cerimónia de abertura da mega-exposição que esteve patente na Oliva.
“Para mim foi um grande sonho. Quando digo onde trabalho as pessoas ficam logo com um sorriso na cara”, conta Rosário Costa, ao sublinhar que, apesar de ser uma marca com muitos anos de mercado e uma forte tradição, “continua a ser cativante e estimulante, para crianças e adultos”, mesmo num mundo de hoje em que “há muita oferta”.
O sucesso da Lego residirá também no facto da empresa “ouvir o consumidor” e testar as ideias “junto das crianças”. “É uma forma de estarmos sempre em actualização”, diz Rosário Costa, acrescentando que o “lema” da empresa “é aprender através da brincadeira”.
“Sei que há muitas crianças que têm o sonho de trabalhar na Lego”, reconhece a designer sanjoanense, que adianta que entre as características necessárias para trabalhar na Lego está a “criatividade”, o conhecimento das “etapas de desenvolvimento das crianças” e “ser curioso”. Sempre a par com o “gosto por trabalhar em equipa”.
Traduzindo a ligação de Rosário Costa à empresa, a designer usa como acessório um pendente em forma de coração formado por duas peças de Lego. Este acessório disponível dentro da colecção Lego Friends pretende mostrar que “além do brinquedo, há outras formas de exprimir a criatividade”. Questionámos se este pendente é também trazer a Lego ao peito? “Sim”, respondeu Rosário Costa com um sorriso. “É trazer a Lego ao peito”.

Comentar

Anónimo