Andebol Sénior - 2.ª Divisão Nacional
Primeira vitória na fase final
20-04-2017 | por Diogo Pardal
Estatísticas

300 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Sanjoanense, 29 - CDE Camões, 27

AD Sanjoanense: Ricardo Gaspar; Mário Lopes (3); João Pinhal; Xavier Costa (2); Ruben Oliveira (3); Ricardo Pinho (4); Emanuel Silva (2); Pedro Amorim; Rui Rodrigues (5); Alexandre Relvas (1); Bruno Pinho (5); Magnol Suarez; Pedro Garcia (2); António Brandão; Ricardo Coutinho (1); Tiago Arrojado (1)

A AD Sanjoanense recebeu e venceu na sexta-feira o CDE Camões por 29-27, em jogo a contar para a 3ª jornada da fase final da 2ª Divisão Nacional. Trata-se da primeira vitória dos comandados de Nuno Baptista, depois dos dois empates consentidos nas duas primeiras jornadas, em casa frente ao Santo Tirso (25-25), e no reduto do Vitória FC (22-22).  De salientar a grande casa no Municipal das Travessas, com 3283 espetadores (números oficiais) a assistir nas bancadas, em virtude da realização do evento AndebolMania. Mas esse fator também trouxe desvantagens para a equipa alvinegra, uma vez que a maior parte dos jogadores estiveram envolvidos na organização do evento, refletindo-se o desgaste físico dos mesmos durante toda a partida.
No que toca à partida, teve uma primeira parte bastante equilibrada, com os alvinegros na frente do marcador, mas sem conseguirem realmente distanciar-se, frente a uma equipa muito forte fisicamente e experiente. Por isso mesmo, ambas as formações andaram praticamente de mãos dadas no marcador, ainda que ao intervalo a AD Sanjoanense vencesse pela margem mínima (16-15).  
Na etapa complementar, verificou-se novamente o equilíbrio entre as duas equipas, com poucos golos nos primeiros dez minutos. Ainda assim, a AD Sanjoanense vencia por três tentos (19-16) nessa altura, com o registo de uma grande exibição de Magnol Suarez na baliza alvinegra. Mas em apenas dois minutos, a formação adversária recuperou e conseguiu o empate a 19 bolas, numa fase menos boa dos homens da casa. Depois de novo ataque da AD Sanjoanense no marcador, o Camões conseguiu mais uma vez o empate na partida à passagem do minuto 17 (22-22), para no minuto seguinte passar para a frente do marcador. Pedia-se aos jogadores alvinegros um último esforço em busca da vitória, tamanha a importância do encontro, e estes não desiludiram. A nove minutos do final do encontro, já venciam pela margem mínima (24-23), para nunca mais largarem o comando do jogo até ao final. A equipa do Camões nunca desistiu e nunca se deixou distanciar no marcador nos minutos finais, mas o momento chave chegou já perto do fim, quando a AD Sanjoanense conseguiu três golos sem resposta, carimbando a vitória, apesar do golo do Camões logo depois.
No final da partida, vitória alvinegra por 29-27, num jogo que valeu mais pelo resultado do que propriamente pela exibição, mas há que salientar mais uma vez todo o esforço e entrega da equipa de Nuno Baptista, derivadas as circunstâncias do encontro.
Com este resultado, a AD Sanjoanense ascendeu ao segundo lugar, atrás do líder São Bernardo, e na próxima jornada, recebe o Xico Andebol, com o jogo a realizar-se no sábado pelas 21 horas, no Municipal das Travessas.

 

Palavras do técnico
Nuno Baptista


“Depois de dois empates nas duas primeiras jornadas, este jogo era de extrema importância. A vitória era fundamental para as nossas aspirações. A verdade é que fixemos tudo o que uma equipa profissional não deve fazer. Tivemos o torneio AndebolMania, onde 80% dos nossos jogadores estiveram na organização, com três dias muito desgastantes, a dormir poucas horas, e a trabalhar muito. Mas ao mesmo tempo, isso fazia parte, os jogadores também perceberam que este torneio é a garantia do clube e da equipa, e que as boas condições que nós temos também se devem à boa organização deste evento. Posto isso, eles próprios quiseram fazer parte dessa organização. Por esse fator, acho que a equipa se apresentou muito desgastada, quisemos sempre fazer as coisas muito rápido, mas quer as pernas quer o próprio cérebro não nos deixaram. Apesar de termos estado á frente em todo o jogo, nunca conseguimos descolar no marcador. Ao intervalo ganhávamos por um golo apenas, com muitas falhas técnicas e perdas de bola. Na segunda parte, voltamos à mesma toada, conseguimos uma vantagem um bocadinho maior, mas a equipa do Camões, muito experiente também, nunca se deixou abater. A realidade é que chegámos aos últimos minutos com incerteza no resultado. Felizmente, a nossa vontade e nosso crer mais uma vez prevaleceram, e num último esforço conseguimos ganhar o jogo por dois golos. Melhor o resultado do que a exibição. Mais de 3000 pessoas a ver o jogo é espetacular, um ambiente fenomenal, e acho que esse foi o estímulo que nos fez ultrapassar todas as dificuldades que sentimos. Ganhámos, três pontos num jogo muito complicado, mas que era fundamental vencer. Continuamos invictos!”

Comentar

Anónimo