Hóquei em Patins - Sub-20 (Juniores) - Fase Final - 1.ª Jornada
Galo de Barcelos tombou no Caldeirão
20-04-2017 | por António Anacleto
Estatísticas

185 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar
Mais fotos

Sanjoanense, 7 - OC Barcelos, 5

Jogo no Pavilhão da Associação Desportiva Sanjoanense
Árbitro: Paulo Almeida (Aveiro)

AD Sanjoanense: Bernardo Moreira (gr), Tiago Almeida, Alex Mount, Hugo Santos e Pedro Rego (cap.)
Suplentes: Daniel Couto, Alexandre Barreira, João Cruz, Duarte Almeida “Duda” e Vasco Bornes (gr)
Treinador: Franklim Silva

OC Barcelos: Bruno Guia (gr), Serafim Silva (cap.), Afonso Lima, Pedro Silva e Henrique Campos
Suplentes: Edgar Barbosa, Pedro Nuno, Ricardo Maciel, Ruben Araújo e Luís Costa (gr)
Treinador: Bruno Gomes
Ao intervalo: 2-1
Marcha do marcador: 1-0 Tiago Almeida (5’), 1-1 Pedro Silva (9’), 2-1 Alex Mount (11’), 3-1 Hugo Santos (31’), 4-1 Hugo Santos (32’), 4-2 Pedro Silva (33’), 5-2 Hugo Santos (36’), 6-2 Hugo Santos (37’), 7-2 Alex Mount (38’), 7-3 Serafim Silva (47’), 7-4 Serafim Silva (48’), 7-5 Serafim Silva (50’)
Acão disciplinar: Cartão azul para Daniel Couto (49’)
Faltas: Sanjoanense 11 | OC Barcelos 11
A Sanjoanense entrou de pé direito ao vencer o campeão OC Barcelos. Jogo que se esperava por si só bastante difícil face ao poderio dos barcelenses já demostrado na primeira fase.
A armada alvinegra, a jogar perante o seu público, consegue adiantar-se no marcador por Tiago Almeida, decorriam os primeiros cinco minutos da partida; os de Barcelos, a jogar taco a taco, conseguem empatar a uma bola, mas o inglês Alex Mount carimbou a vitória ao intervalo, dando justiça ao desenrolar dos primeiros 25 minutos.
Franklin Silva, treinador alvinegro, ao intervalo, não era um homem satisfeito mesmo a vencer, pedia mais aos seus jogadores, aproveita a pausa para dar um puxão de orelhas para jogarem com mais garra, atitude e raça. Parece que as suas palavras entraram nas mentes dos atletas, refletindo-se no melhor período da partida encabeçada por Hugo Santos com um póker e todos os seus colegas de equipa, conseguindo uma margem de cinco golos de diferença (7-2), deliciando público e claque numa exibição de alto nível.
O esforço era imenso perante uma equipa experiente, a formação de Barcelos não baixa os braços em jogo eletrizante e aproveita algum cansaço alvinegro para reduzir até aos 7-5, resultado este que não mais iria sofrer alterações.
Vitória justa da equipa que melhor soube aproveitar as oportunidades num jogo bem disputado entre duas equipas que se respeitaram mutuamente.
Agradecimento à claque Força Negra que marcou presença neste jogo e alguns adeptos que disseram sim à chamada de todo o staff envolvente.
Na próxima terça-feira, feriado nacional, está reservado um dérbie regional com a Sanjoanense a deslocar-se a Oliveira de Azeméis para cumprir a segunda jornada desta fase final, onde se espera um forte apoio da claque e simpatizantes afetos aos alvinegros, jogo este que terá o seu início pelas 17h00.

Comentar

Anónimo